Funchal tem 1,4 milhões de euros para incentivos à economia, comércio e empreendedorismo

Está prevista uma verba de 1,1 milhões de euros para a revitalização do tecido económico e 300 mil euros para a dinamização do comércio e incentivo ao empreendedorismo.

A Câmara Municipal do Funchal vai alocar 1,4 milhões de euros no Orçamento Municipal para incentivar economia, comércio e empreendedorismo.

Está prevista uma verba de 1,1 milhões de euros para a revitalização do tecido económico e 300 mil euros para a dinamização do comércio e incentivo ao empreendedorismo, anunciou o presidente da Câmara Municipal do Funchal, Pedro Calado.

O anúncio foi feito durante a cerimónia de encerramento dos programas de apoio ‘Superar’ e ‘Lojas com Interesse Histórico’.

Pedro Calado referiu que o ‘Superar’ e o ‘Lojas com História’, com 83% e 27% de taxa de execução, vinham registando uma quebra gradual na procura pelo que “houve a necessidade de reformular estes apoios e redesenhar novos, mais abrangentes e ajustados à realidade atual”.

Estes apoios foram concedidos em contexto de pandemia para auxiliar a economia. O ‘Superar’ teve uma dotação de 525 mil euros, e serviu para manter postos de trabalho, tendo beneficiado 107 comerciantes. Já o ‘Lojas com História’, com uma dotação de 260 mil euros, abrangeu 24 comerciantes, e teve como intuito apoiar a manutenção e valorização das lojas com mais de 25 anos de atividade.

2022 de retoma económica

O presidente da Câmara do Funchal referiu que 2022 deverá ser um ano de retoma económica, pelo que pediu confiança e esperança aos empresários. “Não sejamos pessimistas, todas as perspetivas económicas apontam para um crescimento da economia entre os 4%, 4,5% e 5%”, reforçou o autarca.

O autarca referiu que da parte da Câmara do Funchal existe a intenção de avançar com medidas como a isenção da Derrama, a devolução de IRS aos munícipes (2,5%), a manutenção do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) na taxa mínima (0,30%) e a revisão de outras taxas municipais. “Menos impostos, reduzir ao máximo tudo aquilo que seja responsabilidades financeiras dos empresários e contribuir para o investimento é o grande objetivo desta presidência”, afirmou Pedro Calado.

Pedro Calado pediu a colaboração de todos no combate ao ambiente degradante da cidade, acrescentando que está empenhado em “tornar a cidade mais atrativa, em dinamizar o comércio através da realização de eventos, em trazer mais pessoas para consumir no centro, em combater o problema da marginalização e em garantir a limpeza e a  segurança”.

Relacionadas

Funchal quer criar central de incentivos de fundos para investidores

A autarquia destacou também a importância dos empresários adequarem os horários de funcionamento ao turismo, nomeadamente a atenção que deve ser dada ao turismo de cruzeiros, sobretudo aos fins-de-semana.

Assembleia Municipal do Funchal aprova eliminação da derrama

A proposta mereceu os votos favoráveis da coligação PSD/CDS-PP e do Chega, a abstenção do PAN e do PDR e os votos contra do PS, BE, CDU e MPT.

Câmara do Funchal aprova propostas do orçamento e grandes opções do plano para 2022

O presidente da autarquia considera “um bom orçamento para fazer crescer a economia e criar mais postos de trabalho”.
Recomendadas

Câmara do Funchal quer criar mais e melhores condições para um desporto inclusivo

“Queremos uma cidade cada vez mais inclusiva e integradora”, defendeu a vereadora com os pelouros da Acção Social, Helena Leal, na apresentação dos terceiros Campeonatos do Mundo de Basquetebol e Judo para Atletas Síndrome de Down – Madeira 2022.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.

UMa promove Macaronight para debater adaptação às alterações climáticas e restauração das águas e oceanos

Na Madeira, o projeto é liderado pela Universidade da Madeira e tem como parceiros a Secretaria Regional de Educação, a Câmara Municipal do Funchal, a ARDITI e a StartUp Madeira.
Comentários