Fundação Millennium bcp recupera castelo de Guimarães

A Fundação Millennium bcp tornou-se mecenas exclusivo do Castelo de Guimarães para a execução de obras de requalificação patrimonial e melhoramento das condições de visita e segurança nas acessibilidades. O protocolo que viabiliza este mecenato foi assinado por Nuno Amado, presidente da Comissão Executiva do Millennium bcp e por Fernando Nogueira, presidente do Conselho de […]

A Fundação Millennium bcp tornou-se mecenas exclusivo do Castelo de Guimarães para a execução de obras de requalificação patrimonial e melhoramento das condições de visita e segurança nas acessibilidades. O protocolo que viabiliza este mecenato foi assinado por Nuno Amado, presidente da Comissão Executiva do Millennium bcp e por Fernando Nogueira, presidente do Conselho de Administração da Fundação Millennium bcp, com a Direção Regional de Cultura do Norte, representada pelo seu diretor, António Ponte.

Classificado como Monumento Nacional desde 1910, o Castelo de Guimarães é hoje reconhecido como um dos mais emblemáticos monumentos portugueses, desde logo pela sua profunda ligação ao berço da nacionalidade. Também por isso, é um dos monumentos mais visitados no nosso país.

Reconhecendo a importância histórica deste monumento e a necessidade de uma intervenção de restauro, a Fundação Millennium bcp associou-se ao projeto e aceitou financiar as obras do castelo.

Inserida no contexto das políticas de solidariedade social e de mecenato cultural institucional, a Fundação Millennium bcp tem vindo a assumir-se como agente de criação de valor na sociedade, procurando concentrar os seus recursos no apoio a projetos sustentáveis de longo prazo ligados a instituições e organismos de referência.

 

OJE

Recomendadas

Revista de imprensa nacional: as notícias que estão a marcar esta terça-feira

“Salário mínimo vai perder poder de compra pela primeira vez desde 2013”; “Famílias com prazo-limite para tratar das partilhas de terrenos”; “Seleção procura lugar na final four antes do anúncio dos convocados para o Mundial”

Marcelo “pessimista” teme efeitos de “discurso muito dramático” do BCE

Perante uma plateia de empresários portugueses em São Francisco, na noite de segunda-feira na Califórnia, hoje de madrugada em Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu, porém, também ele “uma análise pessimista” da conjuntura económica portuguesa nos próximos tempos, “por causa do mundo”.

Admitidas 13 candidaturas ao concurso público internacional do SIRESP

Para a SIRESP SA, o “número significativo de candidatos qualificados é demonstrativo de que se encontram asseguradas condições de concorrência adequadas entre os potenciais interessados do setor de mercado relevante e de que o concurso poderá vir a consubstanciar-se numa mais-valia económica e tecnológica para o interesse público, que o Estado visa prosseguir com a aquisição desses serviços”.