Fundador da Airbnb: “Pensaram que éramos doidos por pôr estranhos nas casas das pessoas”

Criada em 2007 por três colegas de casa, a Airbnb é hoje uma das empresas de referência na área do turismo. Só no terceiro trimestre, as receitas cresceram 29% para 2,9 mil milhões de dólares e as reservas de quartos e apartamentos/moradias foram de quase 100 milhões.

Stephen McCarthy / Web Summit

O cofundador e diretor de Estratégia da Airbnb esteve esta quinta-feira na Web Summit a contar a história da empresa de alojamento e como o trio de empreendedores por detrás do unicórnio não tinha qualquer formação em alojamento até se lançar neste negócio bilionário que muitos viajantes já não dispensam e muitos condóminos já não suportam.

“Conheci o Joe [Gebbia, presidente da fundação Airbnb.org] e o Brian [Chesky, CEO], os meus dois cofundadores, e tornámo-nos colegas de casa. A ideia de criar uma empresa chegou de repente. Muitos de vocês já ouviram a história, mas nós começámos esta empresa apenas para tentar pagar a renda com um aluguer de um quarto extra que tínhamos. Surgiu a ideia de facilitar este processo às pessoas, a partir de um problema nosso”, lembrou Nathan Blecharczyk.

O executivo da Airbnb destacou que os três norte-americanos não tinham qualquer background no alojamento e eram apenas jovens adultos a tentar resolver os seus problemas. “Nada é fácil quando se está a fazer algo novo. Pensaram que éramos doidos por pôr estranhos nas casas das pessoas”, disse à plateia da Altice Arena, numa conversa moderada pelo autarca de Lisboa, Carlos Moedas.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa aproveitou o mote para puxar a brasa à sua sardinha vinda do Hub Criativo do Beato, a nova Fábrica dos Unicórnios: “Quero que a Fábrica dos Unicórnios seja onde as pessoas chegam com diferentes ideias. Vamos ter 20 startups por ano e têm de ser empresas que olham com diferentes ângulos em diferentes sectores. Espero realmente que nos ajude com a sua experiência”.

Carlos Moedas recordou ainda a história de uma empreendedora neerlandesa que conheceu enquanto ex-comissário europeu, que, apesar de não ter carreira na energia, quis criar disrupção no sector. “Não têm essa formação, mas é exatamente por isso que veem noutro ângulo e olham-no numa perspetiva diferente”, frisou.

Plataforma de casas e hotéis com quase 100 milhões de reservas

Fundada em 2007, a Airbnb tem hoje 4 milhões de anfitriões (hosts) e mil milhões de visitantes (guests) instalados em moradias e apartamentos registados na empresa. No terceiro trimestre deste ano, a empresa viu as receitas crescerem 29%, em termos homólogos, para 2,9 mil milhões de dólares. Já as reservas subiram 25%, comparativamente ao mesmo trimestre de 2021, para 99,7 milhões.

“Quando se atinge uma escala destas é necessário pensar como se interceta com a sociedade, tentar perceber que produtos as empresas podem criar para ser relevante para os stakeholders, nomeadamente governos”, comentou Nathan Blecharczyk. Para Carlos Moedas, a lógica também é essa, pois há que criar condições para instalar e fazer crescer empresas como a Airbnb ao mesmo tempo que se garante habitação para a população das cidades.

Recomendadas

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.

“Via Verde rejeita categoricamente qualquer acusação de burla” que circule no Portal da Queixa

“Sempre que um cliente passa numa portagem e a transação falha, a Via Verde comunica diretamente com o cliente a dar conta de um eventual problema”, justifica. “Este alerta visa sempre proteger os clientes. Se o problema for confirmado, o cliente pode subscrever um plano Via Verde ou, se assim preferir, comprar um identificador novo”, esclarece fonte oficial da empresa ao JE.

ORES Portugal compra três hipermercados por 26,2 milhões que alugará ao Continente

Os três ativos imobiliários são objeto de contratos de arrendamento de longa duração com o Continente, do grupo Sonae, segundo um comunicado da SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra.
Comentários