Fundo da Corum investe 6,5 milhões de euros no edifício Green Park em Lisboa

A fração adquirida pelo Corum Eurion será a nova sede da Unicre. “O espaço vai ser ocupado por 200 colaboradores da Unicre ainda este ano e o contrato de arrendamento é válido por 5 anos e 6 meses”, diz a Corum em comunicado.

O fundo Corum Eurion, gerido pela sociedade gestora francesa Corum, adquiriu uma fração de escritórios no edifício Green Park, em Lisboa, que é um edifício de escritórios localizado nas Laranjeiras.

A fração adquirida pelo Corum Eurion será a nova sede da Unicre.

“Toda a fração foi alvo de uma profunda reabilitação, quer ao nível da arquitetura quer das instalações técnicas, com o objetivo de tornar os espaços mais amplos e funcionais e adaptados a “coworking”. O espaço vai ser ocupado por 200 colaboradores da Unicre ainda este ano e o contrato de arrendamento é válido por cinco anos e seis meses”, diz a Corum em comunicado.

O Corum Eurion investiu 6,5 milhões de euros nesta aquisição, sendo que a fração foi comprada ao Iberia Fund.

“Os fundos Corum já investiram mais de 70 milhões de euros em Portugal e esta é a primeira aquisição do fundo Corum Eurion no nosso país. Este fundo apenas está disponível em Portugal para investidores profissionais, mas os fundos Corum XL e Corum Origin, disponíveis para todos os aforradores, detêm, entre si, 12 imóveis em território português”, diz o comunicado.

Este ano, o Corum XL comprou o Centro Logístico da Nobre, localizado em Rio Maior.

José Gavino, diretor da Corum em Portugal, explica em comunicado  “que este investimento é mais um reforço da nossa aposta em Portugal. Acreditamos que o país vai recuperar dos efeitos da pandemia e estamos muito atentos a novas oportunidades de investimento. Na base da nossa estratégica está em oferecer aos nossos clientes uma importante diversificação, geográfica e sectorial. Procuramos investir em países cuja economia dá sinais de vitalidade e edifício arrendados a empresas financeiramente robustas”.

Os fundos Corum investem apenas em imóveis comerciais e são responsáveis pela sua gestão e arrendamento. A Corum detém, através dos seus fundos, mais de 180 imóveis em 17 países europeus e no Canadá, arrendados a mas de 300 empresas.

Recomendadas

PremiumContrato que prevê bónus milionário da CEO da TAP não é válido

JE revela contrato de Christine Ourmières-Widener: prevê exercício de funções até 2026 e bónus de até três milhões de euros. Mas não chegou a ser ratificado em AG da TAP.

PremiumLeia aqui o Jornal Económico desta semana

Esta sexta-feira está nas bancas de todo o país a edição semanal do Jornal Económico. Leia tudo na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o JE e apoie o jornalismo independente.

Contrato da CEO da TAP: “Não é só falta de retificação, é falta de aprovação”

O advogado Rogério Alves reagiu à notícia avançada pelo Jornal Económico. O contrato de Christine Ourmières-Widener com a TAP não só não foi retificado em AG como não foi aprovado. “Isto politicamente tem um custo”, diz.
Comentários