PremiumGalp ‘ignora’ 479 milhões de euros das exportações de Matosinhos

O encerramento da refinaria do Porto provocará um rombo próximo dos 480 milhões de euros nas exportações de Portugal, agravando as importações.

A decisão de encerrar a refinaria de Leça da Palmeira em Matosinhos, ao lado do Porto, segundo informações do Jornal Económico (JE), ocorrerá até junho-julho de 2021, coincidindo com a paragem final das fábricas dos aromáticos e dos óleos base, que será efetuada cerca de dois meses depois da unidade de refinação de combustíveis ter parado, o que acontecerá previsivelmente entre abril e maio de 2021.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

Galp deixa de usar Matosinhos como refinaria em 2021. Operação vai ser concentrada em Sines

A decisão foi hoje anunciada pela petrolífera portuguesa que avança que Matosinhos vai continuar a ser usada somente para a importação, armazenamento e expedição de produtos e que está a “desenvolver as soluções adequadas para a necessária redução da força laboral e a avaliar alternativas de utilização para o complexo”.

Refinaria de Matosinhos. Sindicato avisa que “estão em risco 500 postos de trabalho diretos mais mil indiretos”

O sindicato Fiequimetal alerta que 1.500 postos de trabalho estão em risco e critica o facto de a empresa ter aprovado o pagamento de dividendos este ano, numa altura em que a pandemia já estava a provocar uma travagem na economia. O sindicato pede ao Governo para fazer uso da participação do Estado na Galp para travar esta medida.

Refinaria de Matosinhos. Bloco de Esquerda chama ministro do Ambiente ao parlamento com urgência

O Bloco critica tanto a Galp como o Governo pelo encerramento da refinaria de Matosinhos. “O Governo deve explicar os termos em que pretende mobilizar para este processo verbas do Fundo para a Transição Justa, quando é evidente que ele não diz respeito ao cumprimento de metas de redução de emissões, mas sim ao aumento da rentabilidade acionista da Galp”, segundo os deputados do Bloco de Esquerda.

Refinaria de Matosinhos. Esquerda e sindicatos já reagiram e pedem responsabilidade ao Estado

A decisão da petrolífera de suspender a sua atividade na refinaria de Matosinhos gerou uma onda de críticas à esquerda, com o Bloco a pedir mesmo uma audição urgente do ministro do Ambiente. O Estado congratula-se com o movimento no sentido da uma transição energética mais forte, mas garante que está a trabalhar para garantir que o impacto da medidas junto dos trabalhadores é diminuído.
Recomendadas

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta semana

A semana arranca com os mercados a reagir à vitória do partido de extrema-direita liderado por Giorgia Meloni em Itália. Esta segunda-feira, Christine Lagarde fala no Parlamento Europeu e, por cá, o Instituto Nacional de Estatística divulga as tábuas da mortalidade em Portugal, referentes ao período pandémico. Conheça a agenda da semana.

Digi e Cellnex celebram acordo para instalação de rede 5G em Portugal

Esta é a primeira informação oficial a surgir depois de a Digi ter investido mais de 67 milhões de euros na compra de licenças 5G no leilão da Anacom.
Comentários