Galp prevê investir 45 milhões de euros na refinaria de Sines até 2023

Entre 2013 e 2017 o investimento na infraestrutura atingiu os 42,5 milhões de euros, também nesta área da ecoeficiência.

A Galp Energia prevê investir 45,2 milhões de euros na refinaria de Sines até 2023, com o objectivo de a tornar numa das mais eficientes da Europa em ambiente e eficiência energética, segundo adiantou a petrolífera. Entre 2013 e 2017 o investimento na infraestrutura atingiu os 42,5 milhões de euros, também nesta área da ecoeficiência.

Ao longo de 40 anos de operação, foram investidos quatro mil milhões de euros na refinaria, de acordo com a mesma nota.

Recentemente, a infraestrutura foi alvo de uma intervenção “em que, além da manutenção programada, com intervenções em mais de 450 equipamentos, foi apetrechada com um Catalyst Cooler, que permite o tratamento de matéria-prima mais pesada, aumentando a flexibilidade do aparelho refinador”, informou a Galp.

Assim, a refinaria vai produzir “mais energia, que irá ser utilizada internamente, contribuindo para a diminuição da pegada carbónica”, adiantou a petrolífera.

A Galp detalhou que estas operações duraram 54 dias, envolveram mais de 2.000 pessoas e “uma centena de empresas, das quais 60 portuguesas, envolvendo um investimento global de 58 milhões de euros”, referiu a Galp. Uma parte deste investimento, que a empresa não detalhou, está incluída no investimento planeado até 2023.

O presidente executivo da Galp, Carlos Gomes da Silva, salientou, citado na mesma nota, que esta “é uma instalação central” na estratégia do grupo e que tem merecido toda a atenção “em termos de eficiência energética, em tecnologia de ponta e em equipamentos”.

A refinaria de Sines é a maior exportadora nacional, recordou a Galp, “colocando cerca de 45% da sua produção nos mercados internacionais”. A infraestrutura emprega directamente 527 trabalhadores e mobiliza outras 500 pessoas de outras empresas, gerando também 2.500 empregos indiretos.

Recomendadas

EDP procura startups mais inovadoras na área da energia

Elétrica lança a 7ª edição do Free Electrons em busca de startups inovadoras. Candidaturas decorrem até 28 de janeiro.

Mitos que bloqueiam progressão feminina e dificultam diversidade de género nas empresas

Relatório da Mazars e Gender Balance Observatory desmistifica mitos em contexto laboral, entre os quais a falta de ambição e a aversão ao risco entre as mulheres, a questão da maternidade ou das quotas e a meritocracia.

Mercado automóvel cresce 1,8% entre janeiro e novembro, mas muito longe dos números pré-pandemia

Dados da ACAP revelam que em termos globais, o mercado automóvel regista um crescimento de 1,8% entre janeiro a novembro de 2022, face a igual período do ano anterior. De referir que 11,1% dos veículos ligeiros de passageiros novos são elétricos (BEV).
Comentários