Garrafeira Mercadona

Vinhos de confiança à mesa dos portugueses.

 

Para oferecer aos “Chefes” (clientes) as melhores opções na hora de escolher um vinho para acompanhar os jantares em família, para celebrar um dia especial ou simplesmente para apreciar num momento de maior tranquilidade, a Mercadona aposta em Fornecedores portugueses especialistas de norte a sul do país com o objetivo de deixar sobressair, em cada garrafa, as características únicas da região demarcada onde é produzido.

A secção da Garrafeira da Mercadona, oferece uma vasta seleção de vinhos nacionais nas prateleiras, número que tende a aumentar a cada ano.  A seção está dividia em 4 tipos de vinhos: Brancos, Tintos, Rosés e Verdes e, de cada variedade, há uma vasta seleção de diferentes regiões de Portugal: Vinho Verde, Douro, Dão, Lisboa, Tejo, Alentejo e Península de Setúbal.

Quem escolhe é o chefe

De Região em Região, a empresa trabalha em estreita parceria com os seus fornecedores, com os quais desenvolve produtos tendo sempre como base as opiniões e gostos dos “Chefes” e assegurando a máxima qualidade. É assim que surge o Modelo de Coinovação, uma das principais características diferenciadoras da Mercadona que consiste em colocar o “Chefe” no centro de todas as decisões para poder adaptar a oferta aos hábitos e preferências, garantindo sempre a melhor qualidade. Este trabalho com os “Chefes” começa com as provas, aprendendo a interpretar as suas preferências, ouvindo as suas dúvidas e conhecendo as suas expectativas. É a partir desta partilha que os Especialistas da Mercadona começam a definir o sortido e a transmitir as suas necessidades aos seus fornecedores, impulsionando uma colaboração direta na elaboração dos melhores vinhos.

Política de Transparência: Que vinho devo escolher?

Depois de terem passado por um criterioso processo de seleção é importante que “Chefe” possa escolher o seu vinho de forma informada para poder disfrutar em pleno da explosão de aromas e escolher o vinho que mais se adapte às necessidades e preferências. Assim, basta dar a volta à garrafa para conhecer a sua história no rótulo:

  • os produtores estão sempre devidamente identificados;
  • identificação da região de origem;
  • identificação dos tipos de uva utilizados;
  • breve descrição do vinho bem como uma sugestão de acompanhamento para harmonizar os vinhos com as refeições e a temperatura ideal a que devem ser servidos.

Além de fornecedores de vinho de regiões demarcadas, a Mercadona trabalha também com fornecedores portugueses especialistas de vinho de mesa e de espumantes, para poder dar as melhores opções aos “Chefes”.

Sugestões Mercadona: os conselhos do especialista

Vitor Grilo, especialista de vinhos e espumantes da Mercadona em Portugal deixa as suas sugestões.

 

 

Meio Escudo Reserva: um vinho tinto proveniente da região do Douro com uma cor violeta intenso, aromas a frutos silvestres e suaves notas florais. Muito frutado, fresco e equilibrado, produzido pela tão conhecida Quinta do Crasto. Prescrevemos que experimente este vinho com um delicioso prato português como a vitela assada. À parte desta sugestão, também é ideal para acompanhar com queijos, pratos de peixe, massas, carnes brancas e vermelhas.

 

 

Ponte Morgada Reserva: é um vinho tinto proveniente da região de Setúbal, de aroma muito frutado a amoras e mirtilos, com um toque de baunilha. Produzido e engarrafado por José Maria da Fonseca, é ideal para acompanhar refeições com sabores intensos como carnes de ave, caça e queijos.

 

 

Pousada do Corvo Branco Reserva: este vinho reflete todo o respeito e admiração pelo Alentejo e é produzido pela Casa Relvas. É perfeito para acompanhar carnes brancas, peixes, condimentos, bacalhau e marisco. Assim sendo recomenda-se acompanhar com um tradicional Bacalhau Assado.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Mercadona.

Recomendadas

A Mobilidade elétrica acelera a descarbonização das empresas

Na sua definição mais simples, descarbonizar significa “tirar carbono a”. E no caso da energia, significa que cada vez mais, queremos trocar as energias fósseis, que emitem gases de efeito estufa, por mais energias verdes, renováveis.

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.
Comentários