Gasóleo sobe 16 cêntimos e gasolina 11 cêntimos na próxima semana

Esta redução corresponde à devolução aos consumidores do acréscimo da receita de IVA devido à subida do preço dos combustíveis através de um mecanismo extraordinário que visa a neutralidade do agravamento fiscal.

O Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, anunciou nesta sexta-feira, 11 de março, que o Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP)  do gasóleo vai baixar 2,4 cêntimos e o da gasolina vai diminuir 1,7 cêntimos, num pressuposto que o preços destes combustíveis aumentem na próxima semana em 16 cêntimos por litro e 11 cêntimos por litro, respetivamente.

Segundo o governante, esta redução corresponde à devolução aos consumidores do acréscimo da receita de IVA devido à subida do preço dos combustíveis através de um mecanismo extraordinário que visa a neutralidade do agravamento fiscal e que será adotado todas as semanas para “acompanhar a evolução positiva ou negativa” da receita do IVA.

“A partir desta sexta-feira, tendo em conta os pressupostos conhecidos em fontes abertas, o Governo vai adoptar este mecanismo semanalmente” para mitigar o aumento dos preços dos combustíveis no âmbito de um pacote de medidas que prevê também “a suspensão do aumento da taxa de carbono até pelo menos 30 de junho de 2022 e o Autovoucher”.

[notícia atualizada às 17h27]

Recomendadas

JE Bom Dia: Inflação, desemprego, turismo e contas nacionais fornecem retrato da realidade portuguesa

Lá fora, é conhecida a taxa de desemprego em novembro na Alemanha, a criação de emprego privado em novembro nos Estados Unidos, e os gastos de consumo pessoal em outubro em França.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta quarta-feira

Portugal tem mostrado algum atraso em relação ao resto da zona euro no que respeita à pressão nos preços, continuando numa dinâmica de aceleração que se estende ao indicador subjacente, levantando mais preocupações quanto à duração e extensão do fenómeno na economia nacional.

Comunidades pedem a António Costa que resolva “discriminação” de pensionistas

O Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa (CRCPE) endereçou hoje uma carta ao primeiro-ministro de Portugal a solicitar a atualização das pensões e reformas para evitar perdas do valor futuro das pensões e reformas dos portugueses no estrangeiro.
Comentários