Gastronomia portuguesa é tema no MasterChef Brasil

O chef Vítor Sobral foi o júri português num programa dedicado à fusão da gastronomia portuguesa com a brasileira.

Que a gastronomia portuguesa desempenhou um papel fundamental na brasileira parece óbvio deste lado do Atlântico, mas nem sempre reconhecido do outro. Justiça reposta num programa do Masterchef brasileiro que fundiu as duas gastronomias e que contou com a participação do chef Vítor Sobral como júri, uma escolha diríamos que quase óbvia, tendo em conta o sucesso dos seus restaurantes naquele país.

Vítor Sobral entrou no Brasil há dez anos com a Tasca da Esquina, o mesmo conceito do restaurante em Campo de Ourique. Desde então já abriu  a Padaria da Esquina e a Taberna da Esquina, e todos os três continuam a ser regularmente premiados. Ainda este ano o Guia Comer e Beber da Revista Veja, em São Paulo, elegeu a Tasca da Esquina como o melhor restaurante português da cidade, a Padaria da Esquina foi distinguida como a melhor padaria da cidade e a Taberna da Esquina com o melhor menu de almoço.

No programa, que passa em Portugal na SIC mulher (ou no YouTube) estavam a concorrer duas equipas – a verde e a vermelha – e no fim ganhou a verde com uma sobremesa com Queijo da Serra (chamaram-lhe queijo de ovelha) e redução de Vinho do Porto, zabaione de gemas e especiarias e suprême de tangerina. Parece delicioso em qualquer lado.

Recomendadas

Louisville: uma iniciativa solidária de Pedro Sousa Pereira e Mário Cruz

O jornalista Pedro Sousa Pereira acaba de editar o álbum “Louisville”, com o fotojornalista Mário Cruz e vários músicos portugueses, que é “um manifesto” sobre a arte na prevenção do crime, a partir da realidade social norte-americana”. A iniciativa é um projeto solidário.

Évora é a cidade portuguesa que venceu a corrida ao título de Capital Europeia da Cultura 2027

O anúncio foi feito hoje, pelas 16h30, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Évora é a cidade que vai vestir o título de Capital Europeia da Cultura em 2027.

Filme “Alma Viva”, de Cristèle Alves Meira, considerado elegível para os Óscares

O filme “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, foi considerado elegível para uma nomeação aos Óscares de 2023, revelou a Academia de Cinema dos Estados Unidos.
Comentários