Geringonça e cartilha entre as palavras mais procuradas de 2017 no dicionário Priberam

A Priberam extraiu as palavras mais pesquisadas ao longo do ano e, a partir destas, os editores da Lusa escolheram as que consideraram mais relevantes em termos da atualidade nacional e internacional.

A Priberam e a Lusa associaram-se para a edição 2017 do site O Ano em Palavras, no qual as pesquisas no Dicionário Priberam ilustram, com conteúdos da agência noticiosa, os principais eventos que marcaram a atualidade deste ano a nível político, económico e social.

Disponível neste link, o website foi estruturado com as palavras apresentadas cronologicamente, de janeiro a dezembro, ilustradas com fotografias de grande formato, permitindo um rápido retrato do ano de 2017. Ao clicar na palavra em destaque, acedemos à sua definição no Dicionário Priberam; ao clicar na legenda da imagem, temos a notícia da Lusa correspondente e os créditos da foto.

Para este projeto, a Priberam extraiu as palavras mais pesquisadas ao longo do ano e, a partir destas, os editores da Lusa escolheram as que consideraram mais relevantes em termos da atualidade nacional e internacional.

Entre as mais de duas centenas de palavras que estiveram no top das consultas no Dicionário Priberam, foram finalmente selecionadas 25 (por ordem cronológica): armão, promulgar, exoplaneta, geringonça, desfaçatez, equinócio, cartilha, amnistia, preces, tetra, califado, dantesco, cigano, transgénero, supremacista, reivindicar, condolências, heresia, hecatombe, arresto, probidade, sedição, exonerar, intifada e cabala.

Este foi mais um ano em que o Dicionário Priberam voltou a bater recordes: mais de 130 milhões de consultas desde janeiro de 2017. No mesmo período, houve um crescimento significativo, quer em termos do número de sessões (mais 24% face a 2016), quer em número de utilizadores – mais 34% para um total que ultrapassou 33 milhões até meados de dezembro, provenientes de quase todos os países do mundo: 230 países ou territórios, o último dos quais é Palau, que surge em 230.º lugar, com uma consulta.

Recomendadas

Moçambique baixa receitas fiscais do gás ao fundo soberano para 40%

Moçambique deverá ser um dos maiores exportadores mundiais de gás a partir de 2024, beneficiando não só do aumento dos preços, no seguimento da invasão da Ucrânia pela Rússia, mas também pela transição energética.

PCP defende aumento do salário mínimo nacional para 850 euros em janeiro

O secretário-geral do PCP acusou o Governo de querer “retomar todos os caminhos da política de direita, fazer comprimir ainda mais os salários, facilitar a exploração, abrir espaço para os negócios privados na saúde e na educação, condicionando ou justificando as suas opções com as orientações e imposições da União Europeia e do euro”.

Irão: Impacto das sanções dos EUA prejudica cooperação com Portugal

Mortza Damanpak Jami destaca que as relações comerciais podem sair afetadas, mas as culturais têm-se desenvolvido, com “muitas oportunidades e muitos programas ligados à cultura”.
Comentários