Gil Azevedo é o novo diretor da Startup Lisboa

O objetivo do novo líder da incubadora, que voa do Golfo Pérsico para Lisboa, é expandir o trabalho da Startup Lisboa às ‘scale-ups’ para permitir assim o surgimento de novos unicórnios portugueses.

A incubadora Startup Lisboa tem um novo diretor executivo. Gil Azevedo, ex-vice-presidente sénior no grupo bancário Emirates NBD, é o sucessor de Miguel Fontes, atual secretário de Estado do Trabalho.

Dos Emirados Árabes Unidos – onde era responsável pelas áreas de Digital, Marketing, Analítica e Serviço ao Cliente na subsidiária Emirates Islamic Bank – para Lisboa, Gil Azevedo compromete-se a reforçar as capacidades da incubadora fundada pela Câmara Municipal de Lisboa, IAPMEI e Associação Mutualista Montepio.

O objetivo é claro: expandir o trabalho da Startup Lisboa às scale-ups para permitir assim o surgimento de novos unicórnios portugueses ao mesmo tempo que se preenche uma lacuna no ecossistema de empreendedorismo nacional, onde é difícil para as empresas nesta fase de crescimento obterem apoio.

“A minha visão para a Startup Lisboa assenta em criar as competências que permitam à Startup Lisboa apoiar o desenvolvimento das startups de elevado potencial desde o early stage até às fases seguintes de expansão e crescimento acelerado, materializando a ambição da cidade de Lisboa em criar uma Fábrica de Unicórnios no Hub Criativo do Beato”, explica Gil Azevedo.

“A Startup Lisboa pode desempenhar um papel fundamental no fomento da inovação e empreendedorismo em Lisboa, que são dois pilares fundamentais para o crescimento económico da cidade, com a atração de investimento e criação de emprego”, garante, em comunicado enviado aos meios de comunicação social.

Licenciado em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior Técnico, Gil Azevedo fez ainda um MBA na Columbia University, em Nova Iorque, e um programa executivo sobre estratégia digital na Harvard Business School. No seu percurso profissional está ainda a consultoria na McKinsey & Co, onde dirigiu projetos em diversos sectores na Europa, América do Sul e África.

A Startup Lisboa completa no próximo mês dez anos e celebra o marco de mais de 400 startups incubadas, que criaram 4.500 postos de trabalho e levantaram 340 milhões de euros de investimento.

Recomendadas

Beta-i fez 25 projetos de inovação no Brasil este ano: “Houve uma tropicalização forte da oferta europeia”

Renata Ramalhosa, cofundadora e CEO da consultora de inovação Beta-i Brasil, afirma ao JE que este é “um mercado grande” e “com muitas possibilidades”, mas requer “foco” senão as pessoas “perdem-se neste mar de oportunidades”.

Casa do Impacto tem mais 500 mil euros para startups

Há novidades nesta terceira edição do +PLUS: a alocação de 50% do orçamento do fundo para soluções de impacto ambiental e outros 50% (250 mil euros) para soluções inovadoras de impacto social.

Desenvolver um projeto ou adquirir competências base de gestão de forma gratuita

Academia de Empreendedorismo é um projeto da plataforma NAU em conjunto com a Universidade NOVA de Lisboa e destina-se a todos os que querem saber mais sobre como lançar um negócio.
Comentários