Ginasta russo banido por um ano por usar símbolo pró-Putin em competição ganha pela Ucrânia

Ivan Kuliakd deve também devolver a medalha e reembolsar o prémio em dinheiro de 500 francos suíços (cerca de 477 euros) e pagar uma contribuição dos custos do processo no valor de 2.000 francos suíços (1908 euros). O russo pode pedir o recurso nos próximos 21 dias.

O ginasta russo Ivan Kuliak foi banido de competições e eventos por um ano depois de, no final de março, ter usado no peito o símbolo pró-guerra ‘Z’ quando conquistou o bronze na final das barras paralelas do campeonato do mundo de ginástica artística em Doha, ao lado do ucraniano Illia Kovtun, que ganhou o ouro.

Para além de não ter permissão para participar em nenhum evento ou competição organizada pela Federação Internacional de Ginástica (FIG) ou qualquer federação afiliada por 12 meses, Kuliak, de 20 anos, deve também devolver a medalha e reembolsar o prémio em dinheiro de 500 francos suíços (cerca de 477 euros) e pagar uma contribuição dos custos do processo no valor de 2.000 francos suíços (1908 euros), segundo o comunicado da Federação.

O atleta sancionado pela comissão disciplinar da Gymnastics Ethics Foundation (Fundação de Ética da Ginástica, em português) por violar as regras da FIG. Kuliak pode pedir o recurso nos próximos 21 dias.

“Se as medidas de proteção que impedem os atletas russos de competir ainda estiverem em vigor a 17 de maio de 2023, a proibição continuará e expirará seis meses após a remoção dessas medidas”, informa a nota.

Relembrar que a letra ‘Z’ tornou-se simbólica do apoio à invasão russa da Ucrânia, tendo sido pintada na lateral de tanques e veículos militares, além de ser usado por políticos pró-guerra na Rússia.

Relacionadas

Atleta russo utiliza símbolo de guerra em competição ganha pela Ucrânia

Ivan Kuliak participou este fim de semana no campeonato do mundo de ginástica artística, mas foi rapidamente criticado por surgir nos tapetes com a letra ‘Z’ estampada na roupa que utilizou durante a prova.
Recomendadas

Jogos Olímpicos 2024. Empresa portuguesa recebe cinco milhões para construção arquitetónica

O contrato está inserido numa operação de 136 milhões de euros e visa a construção da Arena Porte de la Chapelle, que vai servir de palco para os Jogos de 2024.

A estrela basca que vai jogar pelo Gana e defrontar Portugal

Iñaki Williams, jogador do Athletic Bilbao e recordista de jogos consecutivos na liga espanhola, aceitou a oferta do país onde nasceram os seus pais e pode representar a seleção africana no campeonato do mundo que se aproxima.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários