GNR registou 537 acidentes nos primeiros dois dias da operação Natal

A GNR começou na quinta-feira a operação Natal, que termina às 24:00 de domingo, com o objetivo de intensificar o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego durante este período. Há uma vítima mortal a registar.

A GNR registou 537 acidentes, que provocaram um morto e 12 feridos graves, nos primeiros dois dias da operação Natal, disse este sábado à Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana.

A GNR começou na quinta-feira a operação Natal, que termina às 24:00 de domingo, com o objetivo de intensificar o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego durante este período, através do esforço de patrulhamento, de forma a garantir as festividades e as deslocações em segurança.

O oficial de operações ao comando-geral da GNR avançou que nos dois primeiros dias 161 pessoas sofreram ainda ferimentos ligeiros devido aos 537 acidentes nas estradas portuguesas.

A mesma fonte precisou que na quinta-feira ocorreram 312 desastres, cinco feridos graves e 85 ligeiros.

Na sexta-feira, a GNR registou 225 acidentes que provocaram um morto, sete feridos graves e 76 feridos ligeiros.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático

Um mês depois de o NOVO ter noticiado que o Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático, a Polícia Judiciária entrou na sede da Presidência do Conselho de Ministros para fazer buscas. O alvo principal da operação é o próprio secretário-geral, David Xavier, suspeito de corrupção na aquisição de sistemas informáticos para o Estado.

Maioria dos portugueses defende que NATO deve continuar a dar ajuda militar à Ucrânia

Apenas uma minoria acredita que a guerra terá um desfecho breve, segundo uma sondagem da Aximage para o “JN”, “DN” e “TSF”.
Comentários