Google prepara-se para despedir quem não for vacinado contra a Covid-19

Aqueles que não estejam vacinados contra a Covid-19 numa primeira fase podem ser colocados em regime de licença sem vencimento, enfrentando em seguida o despedimento. Um memorando da Google diz que a testagem contra o coronavírus “não é alternativa” à vacinação.

3 – Google (158 mil milhões de euros)

Perda de salário, e até de emprego, será a consequência para os trabalhadores da Google que não estejam vacinados contra a Covid-19, avança a CNBC.

A Google terá pedido aos seus mais de 150 mil trabalhadores para apresentaram os respetivos comprovativos de vacinação, acrescenta o canal de televisão.

“Todos aqueles que entrem num edifício da Google devem estar com a vacinação completa ou ter uma autorização que lhes permita vir trabalhar ou entrar nas instalações. A testagem não é uma alternativa válida à vacinação”, terá referido a Google num memorando, diz a CNBC.

A empresa salienta que existem opções disponíveis para aqueles que não queiram ser vacinados, e que podem ser invocados motivos médicos ou religiosos para a rejeição da vacina contra a Covid-19. Contudo, aqueles que não estiverem vacinados serão colocados num regime de licença sem vencimento, podendo em último caso serem despedidos.

De acordo com a BBC, a Google não negou a veracidade destes factos.

“Como já tínhamos afirmado anteriormente os nossos requisitos de vacinação são uma das mais importantes formas de mantermos a nossa força de trabalho segura e manter os nossos serviços em funcionamento. Estamos comprometidos em fazer tudo o que é possível para ajudar os nossos trabalhadores que possam ser vacinados a fazê-lo, e apoiamos fortemente a nossa política de vacinação”, disse um porta-voz da empresa à BBC.

O mesmo memorando adianta que a Google espera que a sua força de trabalho siga a ordem decretada pelo Governo dos Estados Unidos.

Em causa está uma orientação do executivo dos Estados Unidos, liderado por Joe Biden, que diz que as empresas com 100 ou mais trabalhadores devem garantir que os seus empregados tenham vacinação completa ou sejam testados contra o coronavírus regularmente. A medida está prevista entrar em vigor a 18 de janeiro.

Recomendadas

EDP Renováveis vende Companhia Paranaense de Energia por 350 milhões de euros

A venda foi feita por um Enterprise Value (inclui dívida) estimado de 1,80 mil milhões de reais a 31 de dezembro de 2021 (o que equivale a 0,35 mil milhões de euros à taxa cambial de 5,16 euros/um real), e que será ajustado à data de conclusão.

Sindicatos desconvocam greve no Metro de Lisboa marcada para quarta-feira

No entanto, a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações entregou um novo pré-aviso de paralisação para 25 de outubro.

Talent Protocol compra empresa canadiana ligada à blockchain

A escolha recaiu sobre a Agora Labs, fundada por um grupo de quatro adolescentes. Matthew Espinoza (agora com 20 anos) e Freeman Zhang (de 19 anos) juntam-se à equipa da startup portuguesa dos ‘tokens’ para profissionais talentosos.
Comentários