Função Pública vai ter mil vagas para estágios em 2022

Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a resolução que cria a segunda edição do programa de estágios na administração pública, o “EstágiAP XXI”, no próximo ano.

O Governo aprovou esta quinta-feira, em reunião do Conselho de Ministros, a resolução que cria a segunda edição do programa de estágios na administração pública, o “EstágiAP XXI”, com 1.000 vagas para estagiários da Função Pública o próximo ano.

“Este programa visa promover o rejuvenescimento da administração pública e atrair jovens qualificados para os serviços do Estado”, recorda o Executivo liderado por António Costa.

Na primeira edição, estas vagas  para estágio destinavam-se a jovens que cumprissem, todos os seguintes requisitos: estivessem à procura do primeiro emprego ou de um novo emprego correspondente à sua  área de formação e nível de qualificação; tivessem até 30 anos de idade (à data de início do estágio), ou até 35 anos se forem portadores de deficiência ou incapacidade e possuíssem uma qualificação de nível superior que corresponda, pelo menos, ao grau de licenciado.

As candidaturas à frequência dos estágios profissionais tinham de ser apresentadas no prazo de cinco dias úteis após a publicação da portaria da ministra Alexandra Leitão.

O EstágiAP XXI é uma medida prevista no Programa de Estabilização Económica e Social, que tem como intuito valorizar as qualificações e competências dos jovens licenciados, promovendo a empregabilidade num contexto de recuperação económica. Ademais, pretende “atrair jovens qualificados para os serviços do Estado e promover o rejuvenescimento da Administração Pública”, tal como destacou a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, aquando da aprovação deste programa de estágios, em fevereiro.

Recomendadas

Marques Mendes: “Costa Silva recupera autoridade ou sai. O país precisa de um ministro da Economia forte”

“De um Governo com maioria absoluta, à partida um Governo forte, esperava-se unidade, coesão, determinação, energia, mobilização, espírito reformista. O que encontrámos? Exatamente o contrário”, disse este domingo o comentador da SIC.

“Há interessados em criar Zonas Livres Tecnológicas para criptomoedas”, diz secretário de Estado da Digitalização

Mário Campolargo, em entrevista ao Jornal Económico, explica os objetivos do Governo em renovar a Estratégia de Blockchain e Web3 e garante que há interesse por parte de vários ‘players’ em testar moedas virtuais nos espaços livres de constrangimentos regulatórios.

PAN defende aposta nos transportes públicos e revisão dos escalões de IRS

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, defendeu, este domingo, na proposta de Orçamento do Estado para 2023 o Governo deve apostar nos transportes públicos e na revisão dos escalões de IRS, além da valorização da proteção animal. “É fundamental que no Orçamento do Estado se garanta uma maior aposta nos transportes públicos, a revisão […]
Comentários