Governo anuncia pagamento de 97 milhões de euros aos agricultores

De acordo com esse comunicado, deste montante, através do Fundo Europeu de Garantia Agrícola, foram pagos aos agricultores 32,6 milhões de euros, no âmbito do novo regime da vinha.

O Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural anunciou esta segunda-feira, em comunicado, que procedeu ao pagamento de 97,2 milhões de euros aos agricultores, através do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP).

De acordo com essa nota do Governo, através do Fundo Europeu de Garantia Agrícola (FEAGA), foram pagos aos agricultores 32,6 milhões de euros, no âmbito do novo regime da vinha, mais 4,2 milhões de euros para o regime de pagamento base e ainda 1,5 milhões de euros sob a laçada da medida 2 do POSEI Madeira – Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas (RUP).

Por intermédio do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), foram pagos 24,1 milhões de euros para projetos de investimento, 8,5 milhões de euros para medidas agro-ambientais e 6,5 milhões de euros para florestação de Terras Agrícolas.

No âmbito do PRORURAL+, Programa de Desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores, o Ministério da Agricultura pagou 1,4 milhões de euros para projetos de investimento.

Sob a alçada do PRODERAM 2020, Programa de de Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira, foram pagos 6,3 milhões de euros para projetos de investimento e 5,9 milhões de euros para a manutenção de atividade agrícola em zonas desfavorecidas.

Relacionadas

Bruxelas devolve 444 milhões de euros a agricultores da UE e Portugal recebe 6,7 milhões de euros

Os montantes serão reembolsados em 1 de dezembro por não ter sido necessário recorrer à reserva de crise em 2018, apesar das dificuldades registadas pelo setor, nomeadamente a seca.

Agricultores afetados pela tempestade Leslie podem candidatar-se a apoios de 15 milhões

O Ministério da Agricultura avança que as candidaturas estarão abertas até ao dia 15 de dezembro.
Recomendadas

Confederações agrícolas unem-se contra extinção das direções regionais do sector

Em comunicado conjunto enviado esta quarta-feira às redações, AJAP, CAP, CNA e Confagri referem que o entendimento “unânime” é de que a decisão é “altamente lesiva” para o sector agrícola. No documento, apela-se a que o Governo volte atrás na decisão, de forma imediata e inequívoca.

“Apoio ao rendimento dependerá de produção sustentável”, diz ministra da Agricultura

A ministra da Agricultura e da Alimentação considera que a reforma da Política Agrícola Comum vai valorizar a pequena e média agricultura, de proximidade e circuitos curtos, apostando em simultâneo no reforço da competitividade.

Escola Agrária de Elvas ensina agricultura sustentável há 22 anos

Muito antes das orientações estratégicas da ONU ou de Bruxelas, já o Politécnico de Portalegre, oferecia um mestrado em agricultura sustentável. O tema, um dos grandes desafios da humanidade, impulsiona ofertas no ISA e no IPLeiria.
Comentários