Governo apela a entendimento entre sindicato e administração da TAP para evitar greves (com áudio)

“O apelo que posso fazer é para que a administração, mas também o sindicato faça um esforço de entendimento e que se consiga poupar a TAP a mais cinco dias de greve”, afirmou Pedro Nuno Santos.

Pedro Nuno Santos, Ministério das Infraestruturas e Habitação. Foto: Oficial Governo

O ministro das Infraestruturas apelou esta terça-feira a um entendimento entre o sindicato de tripulantes e a administração da TAP, de forma a evitar os dias de paralisação anunciados e o consequente agravamento da situação económica da empresa.

“O apelo que posso fazer é para que a administração, mas também o sindicato faça um esforço de entendimento e que se consiga poupar a TAP a mais cinco dias de greve”, afirmou esta tarde Pedro Nuno Santos, quando questionado pelos jornalistas sobre a intenção do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) de avançar para, pelo menos, mais cinco dias de greve até 31 de janeiro.

Além destes cinco dias, o SNPVAC anunciou também que iria manter a greve marcada para esta quinta e sexta-feira.

“Temos uma empresa que ainda está a recuperar. Está a recuperar ainda mais rápido do que aquilo que estava previsto no plano de reestruturação. É uma empresa que ainda esta em dificuldades. Era muito importante que nós estivéssemos a altura desta grande empreitada que é salvar a TAP e salvar os postos de trabalho da TAP e que houvesse um entendimento e que não houvesse mais greves”, apontou o governante.

Também esta tarde, em declarações à agência Lusa, a presidente executiva da TAP manifestou-se disponível para tentar encontrar soluções que evitem mais disrupções.

Christine Ourmières-Widener lamentou “profundamente” a decisão do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e vincou que a empresa “está disponível” para se reunir com o sindicato, depois dos dois dias de greve de tripulantes, esta semana, que o SNPVAC decidiu hoje, em assembleia-geral, manter.

“Esperamos encontrar soluções”, sublinhou a presidente executiva da TAP, lembrando que a última proposta apresentada pela TAP ia ao encontro de nove das 14 exigências do sindicato e representava, no seu conjunto, um ganho de oito milhões de euros para os tripulantes.

Relacionadas

TAP lamenta decisão do sindicato e diz estar disponível para tentar evitar mais greves

A presidente executiva da TAP disse hoje à Lusa lamentar a decisão do sindicato dos tripulantes de manter a greve desta semana e de marcar mais paralisações, manifestando-se disponível para tentar encontrar soluções que evitem mais disrupções.

TAP: Tripulantes mantêm greve e vão marcar mínimo de mais 5 dias até janeiro

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), reunido hoje em assembleia-geral, manteve a greve marcada para quinta e sexta-feira e aprovou a marcação de pelo menos cinco dias de greve até 31 de janeiro.
Recomendadas

EDP já instalou mais de 700 mil painéis solares nas casas de famílias na Ibéria

A EDP explica que “estas famílias conseguem uma poupança média de até 30% ou mesmo 70% quando agregado a uma bateria de armazenamento. A produção de energia gerada nestas instalações seria suficiente para abastecer com energia renovável 500 mil pessoas por mês, o equivalente a fornecer apenas com energia solar toda a população de Lisboa”.
litio

Lítio: Comissão de Avaliação dá parecer favorável à mina em Montalegre

A Lusorecursos Portugal Lithium confirmou um parecer favorável por parte da Comissão de Avaliação da Mina do Romano, que dá luz verde à exploração mista de lítio (céu aberto e subterrânea) em Montalegre.

BPI alarga comissão executiva para seis membros

O Conselho de Administração do Banco BPI informou que a sua Comissão Executiva será alargada de cinco para seis membros, no mandato 2023-25.
Comentários