Governo apresenta quarta-feira traçado de alta velocidade Lisboa, Porto, Vigo

O primeiro-ministro anunciou hoje que na quarta-feira, no Porto, o Governo vai apresentar o traçado e desenvolvimento da linha ferroviária de alta velocidade Lisboa, Porto e Vigo, representando o primeiro passo para a inserção na rede ibérica.

António Costa falava na sessão de abertura da VI Cimeira do Turismo Português, na Fundação Champalimaud, após uma intervenção do presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, em defesa da aposta estratégica na ferrovia.

“Amanha mesmo [na quarta-feira] o Governo vai apresentar na cidade do Porto o traçado e o desenvolvimento da linha de alta velocidade entre Lisboa, Porto e Vigo. Será o primeiro eixo estruturante da nossa inserção na rede ibérica de alta velocidade”, declarou o primeiro-ministro.

Da mesma forma, segundo o líder do executivo, “o Governo poderá aprovar o Plano Nacional Ferroviário, uma decorrência já do Plano Nacional de Infraestruturas”.

“A ligação ferroviária é fundamental para a coesão nacional e para o turismo sustentável, como disse aqui o presidente da Câmara Municipal de Lisboa”, Carlos Moedas, salientou o antigo autarca da capital entre 2007 e 2019.

Na perspetiva do primeiro-ministro, “para que haja turismo sustentável em Portugal, o país necessita de boas infraestruturas, designadamente ao nível dos transportes”.

“Foi muito importante a Assembleia da República ter aprovado com uma larguíssima maioria o Plano Nacional de Infraestruturas, o que nos permite ultrapassar um dos grandes bloqueios histórico do país que é a ligação de alta velocidade entre Lisboa e Porto”, acrescentou.

Recomendadas

Marcelo avisa que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu hoje que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente” para evitar o aparecimento de respostas “fora do sistema e quase à margem”.

PR espera “evolução positiva” no sentido da paz e estabilização em São Tomé e Príncipe

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou hoje preocupação face à tentativa de golpe de Estado que aconteceu em São Tomé e Príncipe, mostrando-se esperançado numa “evolução positiva” no sentido da paz.

Chega recomenda ao Governo que reconheça a Rússia como Estado “patrocinador do terrorismo internacional”

O partido de Ventura defende que está na altura de Portugal tomar uma posição em relação a esta matéria.
Comentários