Governo aprova mecanismo para reduzir fatura da eletricidade às famílias e empresas

O Governo aprovou hoje o mecanismo ibérico para limitar o preço do gás para a produção de eletricidade, que irá permitir reduzir a fatura da eletricidade às famílias e empresas, anunciou o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro.

“O Governo aprovou hoje uma medida inédita […], um mecanismo que tem um conjunto de objetivos muito claro: limitar a escala dos preços, proteger quem está mais exposto e em terceiro lugar socializar os custos e benefícios”, disse hoje aos jornalistas o ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, em conferência de imprensa, no final da reunião de Conselho de Ministros extraordinário, que ocorreu no mesmo dia da reunião dos ministros espanhóis, que aprovaram também o mecanismo.

“Obteremos uma redução muito significativa do preço da eletricidade, gerando assim poupanças para as famílias e empresas”, declarou o governante.

No final de abril, os governos de Portugal e Espanha chegaram, em Bruxelas, a um acordo político com a Comissão Europeia para o estabelecimento de um mecanismo temporário que permitirá fixar o preço médio do gás nos 50 euros por MWh.

Esta medida permitirá dissociar temporariamente os preços do gás e eletricidade na Península Ibérica, que beneficiará assim de uma exceção, tal como acordado no Conselho Europeu de março.

Previsto está que o mecanismo tenha uma duração de cerca de 12 meses e permita fixar o preço médio de gás em cerca de 50 euros por megawatt, contra o atual preço de referência no mercado de 90 euros, sendo que o preço começará nos 40 euros.

Na atual configuração do mercado europeu, o gás determina o preço global da eletricidade quando é utilizado, uma vez que todos os produtores recebem o mesmo preço pelo mesmo produto — a eletricidade — quando este entra na rede.

Recomendadas

Amazon abriu uma loja física para vender roupa

A loja Amazon Style, localizada em Los Angeles, aposta em inteligência artificial e outras tecnologias para ajudar os clientes a encontrarem o que procuram.

À procura de emprego? Beevo vai contratar 30 profissionais qualificados em tecnologia

A empresa tecnológica de Braga pretende recrutar gestores de projetos, designers, engenheiros Web, especialistas em SEO/SEM e “pensadores digitais”.

Novo Banco terá de cumprir requisitos de capital e passivos elegíveis de 23,16% em 2026

A instituição bancária indicou que foi notificada pelo Banco de Portugal relativamente aos requisitos de MREL (‘Minimum Requirement for own funds and Eligible Liabilities’), em base consolidada, conforme decisão do Conselho Único de Resolução”.
Comentários