Governo aprova Plano Estratégico para a Pequena Pesca

O Conselho de Ministros aprovou hoje o Plano Estratégico para a Pequena Pesca 2022-2030, que tem por objetivo o reforço do sector através de ações que visem a sua competitividade e melhorem as condições de trabalho dos seus profissionais.

Cristina Bernardo

“O Conselho de Ministros aprovou hoje o Plano Estratégico para a Pequena Pesca 2022-2030”, anunciou, em comunicado, o Ministério da Agricultura e da Alimentação.

Este plano tem em vista a preservação da pequena pesca, através de intervenções que promovam a sua competitividade e melhorem as condições de trabalho no sector.

O executivo garantiu estar empenhado em desenvolver políticas que respondam aos principais desafios deste sector e, em simultâneo, que reforcem a suas potencialidades.

Segundo a mesma nota, o plano visa promover uma pesca sustentável, contribuir para o reforço da “identidade da atividade da pesca nas comunidades litorais de Portugal continental e das Regiões Autónomas”, promover a conservação da biodiversidade e medidas para a sustentabilidade e competitividade da frota, bem como consolidar o valor estratégico da pequena pesca.

O ministério tutelado por Maria do Céu Antunes adiantou ainda que, através deste plano, quer melhorar o conhecimento e investigação, promover a reestruturação da frota, aumentar a atratividade do sector e promover a valorização do pescado na primeira venda, “como o consequente aumento do rendimento dos profissionais”.

Neste sentido, vincou que a pequena pesca é “essencial para a criação e manutenção de empregos”, contribuindo também para o abastecimento e segurança alimentar.

Relacionadas

OE2023: Ministra assinala compromisso com aumento da produtividade agrícola e das pescas

A ministra da Agricultura defendeu hoje, em Lisboa, que o Orçamento do Estado para 2023 (OE 2023) apresenta um compromisso com o crescimento e o aumento da produtividade da agricultura e pescas.
Recomendadas

Parlamento aprova audição da ministra da Agricultura

O parlamento aprovou hoje a audição da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, depois da polémica envolvendo a ex-secretária de Estado da Agricultura Carla Alves, que se demitiu depois da notícia do arresto de várias contas bancárias.

Cooperativas de Produtores de Leite contra fim das Direções Regionais de Agricultura

Em comunicado, condena-se a “extinção das funções efetivas das Direções Regionais de Agricultura, com prejuízos irreparáveis na atividade dos Agricultores e das suas Cooperativas”.

Confederações agrícolas unem-se contra extinção das direções regionais do sector

Em comunicado conjunto enviado esta quarta-feira às redações, AJAP, CAP, CNA e Confagri referem que o entendimento “unânime” é de que a decisão é “altamente lesiva” para o sector agrícola. No documento, apela-se a que o Governo volte atrás na decisão, de forma imediata e inequívoca.
Comentários