Governo da Madeira altera encargos relativo a depósito de inertes

As alterações são referentes um contrato-programa assinado com a Administração dos Portos da Madeira (APRAM) para a optimização da frente de protecção marítima do depósito de inertes, criada a nascente do cais da cidade do Funchal, diz uma portaria publicada em diário oficial.

O governo da Madeira procedeu a uma alteração no escalonamento dos encargos financeiros referentes à obra de optimização da frente de protecção marítima do depósito de inertes criada a nascente do cais da cidade do Funchal, de acordo com uma portaria publicada em jornal oficial.

Esta alteração diz respeito a um contrato-programa celebrado entre o executivo regional e a administração dos Portos da Madeira.

Com esta modificação no contrato-programa, com um valor de 7,5 milhões de euros, leva a que esteja previsto um encargo financeiro de 840 mil euros em 2018.

Para 2019 estão previstos 2,7 milhões de euros, enquanto que em 2020 e 2021 esse valor fica nos 2,8 milhões de euros e nos 1 milhão de euros.

Recomendadas

PremiumComo criar música com uma tela de pintura

A artista italiana Francesca Bringandí vive da sinestesia entre música e pintura. De 23 a 30 de outubro terá o seu trabalho exibido na Galeria Salita e, no dia da estreia, irá ainda produzir duas novas pinturas criadas ao som da música.

Madeira: Iniciativa Liberal acusa Miguel Albuquerque de tomar decisões que favorecem o “mundo mediático” sobre a realidade

O partido considera que esta é uma estratégia que não leva ao desenvolvimento nem à criação de riqueza e que o presidente do executivo madeirense “vive acobertado pelo imediato absoluto”.

PremiumSotheby’s espera crescer na casa dos dois dígitos na Madeira em 2023

Em 2023 a previsão é de um aumento no investimento no imobiliário na região. A empresa deve fechar 2022 com o melhor desempenho de sempre desde que está na Madeira.
Comentários