Governo de Cabo Verde pede 20 milhões de euros ao Banco Africano de Desenvolvimento

O montante será para financiar a segunda fase do Programa de Competitividade e Desenvolvimento Económico Local.

O Governo de Cabo Verde pediu 20 milhões de euros ao Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) para financiar a fase II do Programa para a Competitividade do Setor Privado e o Desenvolvimento Económico Local (PSC-LED II). Conforme o acordo de empréstimo, o montante é um apoio orçamental que deverá contribuir para o financiamento do referido programa.

Entretanto, o Executivo cabo-verdiano explica que o PSC-LED visa “garantir um crescimento inclusivo e sustentável e a diversificação da economia”, com “especial ênfase no sector privado nacional e nos intervenientes locais”, tendo em conta “a sua potencial contribuição” para a economia.

Além disso, adiantou, apoiará ainda a realização do objetivo do Plano Nacional de Desenvolvimento visando promover o crescimento e o desenvolvimento económico local liderados pelo sector privado.

O prazo de utilização do empréstimo expira a 31 de dezembro de 2020, ou em qualquer outra data acordada entre as partes.

O Governo de Cavo Verde de fica obrigado a amortizar o capital no período de quinze anos após o período de carência de cinco anos, começando a contar a partir da data de assinatura do acordo.

O reembolso deve ser feito em 30 prestações semestrais iguais e consecutivas, sempre a 15 de junho e 15 de dezembro, conforme for o caso, qualquer das datas imediatamente subsequente ao término do período de carência.

O acordo de empréstimo entre Cabo Verde e o BAD foi aprovado na reunião do Conselho de Ministros e publicado no Boletim Oficial na sexta-feira.

Recomendadas

Cabo Verde quer cortar perdas de eletricidade na rede pública em 5,5 pontos em 2023

O Banco Europeu de Investimento vai financiar com 110 milhões de escudos (um milhão de euros) um programa para reduzir em 5,5 pontos percentuais as perdas de eletricidade na rede pública de distribuição em Cabo Verde em 2023, segundo o Governo.

CPLP: presidente da Guiné Equatorial à frente das contagens com 99,7% dos votos

A oposição denúncias fraude em massa e o único partido da oposição recusa reconhecer a vitória do líder octogenário, Teodoro Obiang. Há um mês, a CPLP congratulava-se com a integração do país como “Estado de pleno direito”.

Cabo Verde. Presidente assinala primeiro ano de mandato com críticas à crispação e avisos ao Governo

O Presidente da República cabo-verdiana, José Maria Neves, criticou hoje a “crispação” que permanece na política nacional, alertou que os tempos atuais “exigem consensos” e avisou que não é oposição, mas também não é “claque” do Governo.
Comentários