Governo decide até ao final do ano o seu representante no Conselho Geral Independente da RTP

Este é um processo relevante no âmbito da atividade da RTP, uma vez que é o CGI que escolhe a administração da televisão pública. O atual conselho de administração da RTP, que é liderado por Gonçalo Reis, termina o mandato em setembro, embora possa permanecer em funções até março de 2021.

O Governo vai decidir até ao final do ano o novo nome para ser seu representante no Conselho Geral Independente (CGI) da RTP, noticia o semanário “Expresso” este sábado, 29 de agosto.

Há três dos seis membros do CGI da estação pública que estão em fim de mandato, nomeadamente, o atual presidente do CGI, António Feijó, e os conselheiros Simonetta Luz Afonso e Gonçalo Lucena. O processo de substituição estará já em curso, sendo que caberá ao Governo nomear um nome, outro será escolhido pelo Conselho de Opinião da RTP e o terceiro será nomeado por cooptação.

Este é um processo relevante no âmbito da atividade da RTP, uma vez que é o CGI que escolhe a administração da televisão pública. O atual conselho de administração da RTP, que é liderado por Gonçalo Reis, termina o mandato em setembro, embora deva permanecer a liderar a RTP até março de 2021, de acordo com “Expresso” – é uma prática habitual até à apresentação de contas da estação. Caberá ao CGI decidir se reconduz a atual administração para um novo mandato ou se altera a equipa liderada por Gonçalo Reis.

Recomendadas

Mastercard quer oferecer soluções tecnológicas de pagamento que incluam criptomoedas

A Economista Responsável pelos Mercados da Europa, Médio-Oriente e África no Instituto Económico da Mastercard, Natalia Lechmanova, mostrou como os hábitos dos consumidores estão a alterar-se nas economias ocidentais, onde “as pessoas estão a dar cada vez mais prioridade às experiências e menos a “coisas”.

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.

Receitas das estações de serviço na Ibéria cresceram 29% em 2021 devido à subida dos preços

De acordo com a análise que a Informa D&B realizou a este setor, em 2021 o mercado ibérico registou um aumento significativo de 10,6% face a 2020 no volume das vendas de gasolina e gasóleo, que corresponde a 38,30 milhões de toneladas de combustível.
Comentários