Governo destina 135 milhões para promover habitação

Parte deste montante, até ao valor de 50 milhões de euros, será da responsabilidade do BEI – Banco Europeu de Investimento, segundo a versão preliminar do OE 2020.

O Governo vai destinar 135 milhões de euros para desenvolver políticas de promoção da habitação durante o próximo ano, de acordo com a versão preliminar do Orçamento do Estado 2020, a que o Jornal Económico teve acesso.

Segundo esse documento, “fica o Governo autorizado, através dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças e das infraestruturas e habitação, a proceder à transferência das verbas a favor do IHRU, I. P., até ao valor de 135 milhões de euros, no âmbito de políticas de promoção de habitação”.

Para chegar a este montante, financiado por receitas de impostos inscritas no capítulo 60, uma parte, até ao valor de 85 milhões de euros, é de verbas geridas pela DGTF – Direção Geral do Tesouro e das Finanças, enquanto a restante parcela é proveniente de empréstimos do BEI – Banco Europeu de Investimento até ao montante de 50 milhões de euros.

Recomendadas

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Macau renova licenças às seis atuais operadoras de casinos no território

MGM Grand Paradise, Galaxy Casino, Venetian Macau, Melco Resorts (Macau), Wynn Resorts (Macau) e SJM Resorts viram as propostas aprovadas.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.
Comentários