Governo italiano reserva três mil milhões para incentivar pagamentos com cartão

Comparativamente a outros países europeus, os italianos usaram alternativas ao dinheiro – como cartões ou transferências bancárias – em média 100 vezes por pessoa em 2017, enquanto que na Holanda o número fixou-se nos 424.

A Itália é dos países com uma das taxas de uso de pagamentos em cartão mais baixa da Europa, com 86% das transações pagas através de notas e moedas, de acordo com estimativas do Banco Central, citadas pelo Financial Times, esta terça-feira.

Porém, as coisas poderão mudar já no próximo ano, com o governo a conceder um bónus financeiros a todos os que decidam pagar as suas compras com um cartão ou outro sistema de pagamento eletrónico.

Ficarão reservados três mil milhões de euros para financiar este fundo que virá constatado no orçamento de estado do próximo ano. No próximo ano, serão anunciados mais detalhes referentes a esta medida.

Espera-se que com este incentivo, a fraude fiscal e as transações no mercado negro diminuam. De acordo com as contas da Comissão Europeia, é neste país que reside a maior taxa de fraude do IVA no bloco europeu. O relatório concluiu que a diferença entre o montante do IVA pago e o que deveria ter sido cobrado pelas autoridades italianas ascendeu os 35 mil milhões de euros em 2015, apenas ligeiramente inferior à diferença estimada de 41 mil milhões de euros em 2014.

No que toca ao mercado negro, o órgão de estatística oficial da Itália estimou que a “economia não observável”, ou a combinação do mercado negro e da atividade criminosa, valeu 211 mil milhões de euros em 2017 ao Estado, ou 12% da economia total naquele ano.

Recomendadas

Ucrânia: Biden diz que aliados da NATO não serão “intimidados” por Putin

O Presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou hoje que os Estados Unidos e seus aliados não se deixarão “intimidar” pelo seu homólogo russo Vladimir Putin, e prometeu que a NATO defenderá “cada centímetro” do seu território.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Grupo de direitos das mulheres apela à FIFA que exclua Irão do Campeonato do Mundo

“Por que a FIFA daria ao Estado iraniano e aos seus representantes um palco global, enquanto não apenas se recusa a respeitar os direitos humanos e dignidades básicos, mas atualmente está a torturar e matar o seu próprio povo?”, questionam na carta enviada ao representante do organismo.
Comentários