Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.

O Governo propôs esta quinta-feira aos parceiros sociais aumentar o benefício anual do IRS Jovem, puxando a isenção de imposto prevista no primeiro ano de 30% para 50%. Desta forma, os jovens terão mais rendimento disponível no fim de cada mês.

De acordo com a proposta apresentada em Concertação Social, a que o Jornal Económico teve acesso, o IRS Jovem passará a dar direito a uma isenção de 50% no primeiro ano, 40% no segundo, 30% no terceiro e quarto e 20% no quinto. Além disso, os limites máximos do benefício em cada ano vão subir.

Hoje, o IRS Jovem corresponde a um benefício de 30% no primeiro e segundo anos (até 3.324 euros), 20% no terceiro e quarto anos (até 2.216 euros) e 10% no último ano (até 1.108 euros), o que significa que o reforço proposto pelo Governo é considerável.

O IRS Jovem é um programa que dá uma isenção parcial sobre os rendimentos do trabalho dependente durante os primeiros anos da vida ativa dos jovens, após a conclusão do ciclo de estudos.

Para os mais jovens, o Governo propôs, também no âmbito do acordo de rendimentos e competitividade, a criação de programa anual de apoio à contratação sem termo de jovens qualificados com salários iguais ou superiores a 1.320 euros.

Notícia atualizada às 19h42

Relacionadas

Governo quer atualizar os escalões do IRS em 5,1% em 2023

O Governo decidiu rever em alta o referencial dos aumentos salariais, puxando-o para o valor do aumento da massa salarial da Função Pública: 5,1%. Será esse o número que será usado para atualizar os escalões do IRS.

Governo propõe salário mínimo de 760 euros em 2023, mas mantém meta para 2026

O salário mínimo nacional deverá subir para 760 euros no próximo ano, propôs o Governo esta quinta-feira. Já o referencial da negociação dos salários no privado deverá ficar, afinal, em 5,1%, em linha com a variação da massa salarial na Administração Pública.

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.
Recomendadas

Declaração anual de rendas passa a ser entregue apenas por via eletrónica

A declaração anual de rendas, apresentada pelos senhorios que não passam recibos eletrónicos, vai deixar de poder ser entregue em papel, passando a ser entregue apenas por via eletrónica, segundo um despacho agora publicado.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Natal. 87% dos portugueses vão decorar as casas e só 27% querem reduzir na eletricidade

São 54% os portugueses que não pensam gastar dinheiro em novas decorações (19% prevê gastar até 25 euros e 16% prevê gastar entre 25 e 50 euros), de acordo com os dados revelados por um estudo da Klarna.
Comentários