Governo Regional da Madeira vai manter o preço da água de rega em 2020

Em relação à água de abastecimento público, vai haver uma ligeira atualização. Para uma família média (consumo mensal de dez metros cúbicos por mês), o aumento será de 90 cêntimos por mês, ou seja de 15,7 euros passa a pagar 16,6 euros em 2020.

O Governo Regional da Madeira vai manter o preço da água de rega em 2020 para o agricultores. Neste sentido o Governo vai atribuir um subsídio de três milhões de euros para que as tarifas cobradas aos agricultores voltem a não sofrer qualquer aumento no próximo ano.

O subsídio é dirigido à cobertura da operação total da rega, com o objetivo principal de desonerar o agricultor.

A Secretária Regional do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, com a tutela da empresa Água e Resíduos da Madeira (ARM), referiu que “para que o agricultor não tenha que pagar os custos totais da operação, o Governo Regional subsidia”, assumindo assim 83,5% dos custos reais da operação do setor do regadio, sendo que aos agricultores cabe-lhes os restantes 16,5%.

Apesar de estar definido no estudo de viabilidade económico-financeiro da ARM o aumento anual do preço da água de rega, o Governo Regional decidiu que, em 2020, os preços mantêm-se. Estes preços rondam em média os 23 euros por ano, sendo que têm sido mantidos desde 2013, ano a partir do qual a água do regadio não sofreu qualquer aumento na fatura que chega ao agricultor.

Em relação à água de abastecimento público, vai haver uma ligeira atualização. Para uma família média (consumo mensal de dez metros cúbicos por mês), o aumento será de 90 cêntimos por mês, ou seja de 15,7 euros passa a pagar 16,6 euros em 2020.

A tarifa aprovada pela ARM é em 30% mais baixa quando comparada com Portugal Continental, onde o valor médio por dez metros cúbicos por mês é de 24 euros.

Refira-se ainda que, no sentido de proporcionar o melhor serviço ao agricultor e fornecer mais água, o Governo Regional está também a investir cerca de 40 milhões de euros na recuperação de mais de 100 quilómetros de canais e no aumento da capacidade de armazenamento de água de rega, beneficiando os cerca de 40 mil regantes da Região Autónoma da Madeira.

Por outro lado, a ARM tem também 33 milhões de euros de investimentos para diminuir perdas de água nas redes de abastecimento e garantir mais água a todos.

Recomendadas

Açores: Tribunal de Contas acolhe primeiro Encontro de Jovens Auditores da CPLP

“O Auditor do Futuro” é o tema deste primeiro Encontro, organizado pela Secção Regional dos Açores, que traz a Ponta Delgada quase meia centena de jovens auditores com idades até aos 35 anos.

BE alerta para aumento dos “fenómenos de exclusão e pobreza” na Madeira

A coordenadora do Bloco de Esquerda considerou que a região autónoma “está atrasada” no apoio à população sem-abrigo, nomeadamente ao nível das respostas previstas na estratégia nacional, como o projeto “casa primeiro”.

Madeira: Proteção Civil reforça atividade física nos Corpos de Bombeiros

A iniciativa do Serviço Regional de Proteção Civil começou no ano de 2018 em parceria com a Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, sendo a mesma reforçada em 2022, com a colaboração de dois preparadores físicos.
Comentários