Governo Regional garante que está a estudar medida de apoio ao crédito à habitação a anunciar nos primeiros meses do ano

Rogério Gouveia frisou que a medida não está pormenorizada nesta proposta de Orçamento, por ainda “não estar maturada o suficiente”, mas que “será dada a conhecer nos primeiros meses do próximo ano”.

O Secretário Regional das Finanças, Rogério Gouveia, garantiu, esta terça-feira, que o Governo Regional está a estudar uma medida de apoio ao aumento das prestações das famílias com créditos à habitação, por via do aumento das taxas de juro, e que esta deverá ser anunciada nos primeiros meses do próximo ano.

O governante falava numa conferência de imprensa de apresentação da proposta de Orçamento Regional para 2023 e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR).

“O Governo Regional tem, de facto, uma medida dessa natureza em estudo. Está inserida dentro do pacote de medidas do sector da Habitação”, sublinhou.

Rogério Gouveia frisou ainda que a medida não está pormenorizada nesta proposta de Orçamento, por ainda “não estar maturada o suficiente”, mas que “será dada a conhecer nos primeiros meses do próximo ano”.

De destacar ainda que no âmbito do combate à inflação, o Governo vai manter o Programa de Apoio à Garantia e Estabilidade Social (PROAGES), que entrou em vigor este ano, em 2023, com uma dotação orçamental de 1,7 milhões de euros.

Este programa destina-se a apoiar os indivíduos e famílias com baixos rendimentos, atribuindo-lhes um valor máximo mensal de 50, 60 ou 70 euros, consoante tenham dois dependentes, um ou nenhum.

Recomendadas

Médicos internos preenchem totalidade das 39 vagas disponibilizadas à Madeira

Este processo, que decorre em simultâneo a nível nacional, é acompanhado na Região Autónoma da Madeira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), entidade responsável pelo Internato Médico na Região.

Funchal: Prorrogado prazo de reabilitação da ETAR

Foi aprovada a participação da Câmara num instituto sem fins lucrativos, o Instituto para o Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDEA).

Madeira aprova 74 contratos-programa de desenvolvimento desportivo no valor de quatro milhões de euros

Foi autorizada ainda a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Associação Santana Cidade Solidária, de 21,4 mil euros, relativo ao financiamento das respostas sociais loja social e atendimento e acompanhamento social.
Comentários