PremiumGoverno Regional quer rever Código do Investimento para melhorar competitividade

Maximização de benefícios fiscais e aproximação às melhores práticas mundiais são prioridades do grupo de trabalho que procura garantir uma “trajetória de crescimento e de confiança do investidor regional, nacional e estrangeiro”.

A Madeira decidiu criar um grupo de trabalho para a revisão do Código do Investimento, coordenado por Maria João Monte, e articulado entre a antiga vice-presidência que passou a Secretaria Regional das Finanças, e a Secretaria Regional da Economia, dirigidas por Rogério Gouveia e Rui Barreto, e também a presidência do Governo Regional, de Miguel Albuquerque. O objetivo passa por “sistematizar contributos”, vindos dos sectores público e privado, de modo a criar um código que seja “moderno e competitivo, no quadro atual da economia”, como disse ao Económico Madeira o responsável pela pasta das Finanças.

Com esta revisão do Código do Investimento pretende-se, segundo Rogério Gouveia, “a maximização dos benefícios fiscais contratuais e outros”, de modo a “garantir o reforço do tecido empresarial regional e a retoma da dinâmica de mercado”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 10 de dezembro.

Recomendadas

PremiumPutin une extremos na oposição ao Ocidente

As franjas mais extremas europeias convergem no apoio a Putin, unidas por um antiamericanismo reforçado, à esquerda, por uma orfandade do comunismo soviético e, à direita, pela admiração por um regime iliberal e autocrático.

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Valentine Low relata que uma das funcionáriasque trabalhava para Meghan foi agredida verbalmente “sem razão aparente” pela duquesa poucos dias antes do casamento
Comentários