Governo garante medidas para compensar grandes consumidores de gás – Secretário de Estado da Economia

Adoção de medidas para a eletricidade é menos complexa do que para o gás, diz João Neves. Mas o Governo vai tomar medidas para compensar os “grandes consumires”, garantiu o governante.

O Governo vai criar medidas para compensar, parcialmente, os grandes consumidores de gás em Portugal por causa do aumento dos custos da energia. A garantia foi dada por João Neves, secretário de Estado da Economia, em entrevista ao Jornal de Negócios e à Antena 1.

“Vamos encontrar medidas mais específicas, mais dirigidas…. não tão abrangentes [como as que foram tomadas para a eletricidade] porque, como não há regulação publica, é muito mais complexo ter medidas de aplicação generalizada”, disse o secretário de Estado.

“São medidas que permitam compensar parcialmente o aumento dos custos da energia, sobretudo nos grandes consumidores de gás”, insistiu o governante, insistindo na “natureza conjuntural”, “específica e orientada” das mesmas.

Sobre as medidas já aplicadas para a eletricidade, João Neves ressalvou que a expectativa do Governo “é que exista uma estabilização dos preços para os consumidores industriais no decorrer do próximo ano”.

“Do lado do gás é que não há regulação pública, portanto a intervenção é muito mais complexa. Até porque a Europa tem muita dificuldade em lidar com este problema de uma forma harmonizada”.

As medidas a adotar no gás “vão decorrer da apreciação que o Presidente da Republica vai fazer do diploma do sistema elétrico nacional. Em funlção disso ponderaremos a decisão a tomar”, concluiu.

Recomendadas

Worten cria centro de Marketing Digital

A equipa, liderada por Simão Pires, vai ser responsável pela coordenação de media, redes socias e conteúdo digital, integração e coordenação de meios de comunicação digital e transformação de processos criativos para garantir foco digital.

Três startups vencem programa de inovação da Prio

As empresas AirCO2 Fintech (Espanha), BeFC (França) e Evyon (Noruega) ganharam a sexta edição do “Jump Start”. “Perante desafios tão importantes como a transformação digital, sustentabilidade e a transição energética, acreditamos que é fundamental dar voz e colaborar com startups”, garante a diretora de I&D da petrolífera.

Empresas precisam de mudanças que deem sinal de esperança, diz bastonária dos contabilistas

Paula Franco tem “expectativa” de que no próximo Orçamento do Estado sejamos “surpreendidos com medidas que aumentem a confiança”.
Comentários