GP da China de Fórmula 1 de 2023 cancelado devido à covid-19

Numa nota publicada no sítio oficial na internet do campeonato, a Fórmula 1 anunciou que, “após um diálogo com o promotor [local] e as autoridades”, o GP da China de 2023 “não se realizará devido a dificuldades criadas pela situação da covid-19”.

China

O Grande Prémio da China de Fórmula 1 de 2023 foi cancelado devido às dificuldades provocadas pela pandemia de covid-19, anunciou hoje o promotor do campeonato.

Numa nota publicada no sítio oficial na internet do campeonato, a Fórmula 1 anunciou que, “após um diálogo com o promotor [local] e as autoridades”, o GP da China de 2023 “não se realizará devido a dificuldades criadas pela situação da covid-19”.

Na mesma nota, lê-se ainda que “a Fórmula 1 está à procura de opções alternativas para substituir” esta ronda no calendário, que serão anunciadas “em devida altura”.

Este é o quarto ano consecutivo em que o GP da China é cancelado devido às restrições provocadas pela pandemia.

Neste momento, aquele país asiático vive uma situação de “tolerância zero” para casos positivos, que tem gerado protestos da população nas ruas de várias cidades.

Portugal foi alternativa a algumas das provas canceladas devido à pandemia em 2020 e 2021.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Rebranding: compensa tocar no que há de mais sagrado nos clubes? Veja o “Jogo Económico”

Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM, é o convidado desta edição em que vamos ainda debater a chamada ao Parlamento do presidente da Federação Portuguesa de Futebol e a dura sanção aplicada a uma “velha senhora” do futebol europeu.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira, 27 de janeiro

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta sexta-feira.
Comentários