Grécia acredita que Trump pode afastar Atenas da recessão

O presidente do Piraeus Bank, George Handjinicolaou, acredita que o efeito Trump pode tirar a Grécia da recessão.

A vitória eleitoral de Donald Trump pode desencadear um crescimento económico que levante a Grécia da recessão, ajudando os credores a entrar no caminho da recuperação, de acordo com o presidente do Piraeus Bank, George Handjinicolaou.

“Se o sentimento ‘bullish’ que existe atualmente nos EUA, com a eleição de um novo presidente, é um reflexo da realidade, então eu acho que o resto da economia global vai sentir os efeitos positivos disso e até a Grécia vai beneficiar”, disse George Handjinicolaou numa entrevista à Bloomberg TV.

Os bancos gregos estão a lutar para conter as consequências da recessão económica mais profunda desde a Segunda Guerra Mundial e a maior reestruturação da dívida soberana da história. O sucesso ou fracasso desses esforços dependerá se a economia grega vai ou não recuperar, de acordo com Handjinicolaou.

O Piraeus Bank registou um lucro líquido de 14 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, face ao prejuízos de 621 milhões de euros no  período homólogo. “Estamos muito confiantes de que atingiremos os objetivos que foram estabelecidos pelo banco central e BCE”, acrescentou o presidente do Piraeus Bank, George Handjinicolaou.

Centeno diz que se deve discutir o perdão da dívida grega

Na semana passada, o ministro das Finanças, Mário Centeno, defendeu que a União Europeia deve iniciar discussões sobre o alívio da dívida grega, mesmo sem o apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em entrevista do jornal alemão Bild, Mário Centeno afirmou que “temos de começar esta discussão”.

O responsável pela pasta das Finanças disse em declarações reproduzidas pela agência Reuters, que a discussão da dívida pública deverá ser um dos temas em cima da mesa no próximo encontro dos ministros das Finanças, no próximo mês de dezembro.

Na opinião do homólogo alemão, Wolfgang Schäuble, essa opção não se coloca, tendo em conta que acredita que um alívio da dívida à Grécia irá enfraquecer os esforços para implementar futuras reformas.

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários