Grécia aprova orçamento para 2017

Depois de sete anos de recessão, a lei ontem aprovada prevê um crescimento económico de 2,7%, mas contempla novas medidas de poupança e aumentos de impostos.

O parlamento grego aprovou o orçamento para 2017 com os votos a favor da coligação governamental de esquerda liderada pelo Syriza e pelo partido nacionalista Gregos Independentes e com votos contra de toda a oposição, avança a agência Lusa. Depois de sete anos de recessão, a lei ontem aprovada prevê um crescimento económico de 2,7%, mas contempla novas medidas de poupança e aumentos de impostos.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, afirmou, no discurso de encerramento do debate, que 2017 será o princípio do “otimismo” e do “crescimento económico”.

Apesar de muitos analistas considerarem a expetativa otimista, o governo grego prevê um crescimento de 0,3% este ano, assente em melhorias de 9% do investimento e de 5,3% das exportações.

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.
Comentários