Greenvolt lança Greenvolt Next Espanha para potenciar crescimento nos projetos solares

A Greenvolt Next chega a Espanha com o objetivo de alcançar os 340 MW em projectos solares na indústria. Espanha é um mercado estratégico para o grupo, representando 35% do total de projetos em pipeline a nível internacional.

O grupo Greenvolt lançou a Greenvolt Next em Espanha, com o objetivo de rumar à liderança do mercado de energia distribuída neste país.

A empresa está focada em ajudar as empresas espanholas “no importante processo de transição energética, num contexto de preços elevados da energia, pretende alcançar os 340 MW (Megawatt) em projetos solares fotovoltaicos para autoconsumo até 2030”.

“Numa altura em que se assiste a uma escalda dos preços da energia, com os valores cobrados às empresas a mais do que duplicarem (aumento de 134% entre janeiro de 2021 e setembro de 2022), chegando a mais de 500 euros/MWh em agosto, é cada vez mais evidente a importância das energias renováveis. Na Península Ibérica, 58,4% da energia já provém de fontes renováveis”, salienta a Greenvolt.

“Observa-se um forte incremento na geração de energia a partir de fontes renováveis. Contudo, a energia solar fotovoltaica foi responsável por apenas 8,3% do total na Península Ibérica em 2021, ascendendo a 11% já este ano”, salientou Remigio Abad, CEO de Greenvolt Next Espanha durante a apresentação da empresa no mercado espanhol.

“O potencial de autoconsumo fotovoltaico em Espanha estima-se em cerca de 22 GW em 2030. A indústria terá um importante papel neste crescimento, com um crescimento estimado de 17 GW até ao final da década, com a Greenvolt Next a ambicionar uma quota de 2% neste mercado”, acrescenta Remigio Abad, no comunicado, apontando para 340 MW em projetos solares industriais em Espanha.

“Com uma equipa jovem e dinâmica, com vontade, paixão e experiência acumulada, a Greenvolt Next Espanha quer ser o parceiro das empresas neste processo de transição energética, reforçando o peso de Espanha no portfólio de projetos de energias renováveis. Atualmente, este mercado representa já 35% do total de projetos em pipeline a nível internacional”, diz a empresa liderada por João Manso Neto.

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários