Greve. CP alerta para “fortes perturbações” no norte, Coimbra e oeste entre hoje e sexta-feira

Greve decorre entre as 00h00 do dia 23 e as 07h00 do dia 24 de junho, mas a empresa prevê perturbações já a partir de hoje e no dia de sexta-feira.

A CP alertou hoje para “fortes perturbações na circulação de comboios por motivo de greve” no norte de Portugal, Coimbra e Linha do Oeste.

“A CP – Comboios de Portugal informa que, por motivo de greve decretada por uma Organização Sindical, para o período entre as 00h00 do dia 23 e as 07h00 do dia 24 de junho, podem ocorrer perturbações muito significativas no dia 23 de junho, com forte impacto nos dias anterior e seguinte, em todos os serviços com origem e/ou destino no Norte de Portugal, Coimbra e Linha do Oeste”, segundo comunicado hoje divulgado pela empresa.

Nos serviços Internacional Celta, Urbanos do Porto e Urbanos de Coimbra, não se prevê a realização de comboios, no dia 23 de junho.

A empresa pública avisa que os “clientes que já tenham adquirido bilhete para viajar em comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades, Interregional e Regional, será permitido o reembolso no valor total do bilhete adquirido, ou a sua revalidação gratuita, para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe”.

“A CP lamenta os incómodos causados aos seus clientes e recomenda a obtenção de informação sobre o estado da circulação de comboios, através do contacto com os canais de informação da Empresa, cp.pt ou Linha de Atendimento – 808 109 110 (custo de uma chamada para a rede fixa nacional)”, segundo o comunicado.

Recomendadas

Marques Mendes. Pilotos da TAP estão a ameaçar fazer “uma greve completamente imoral”

“Ainda por cima, falando de pilotos, falamos dos trabalhadores mais bem pagos em Portugal. Não apenas na TAP. Mas em todo o país”, disse Marques Mendes.

Ryanair desvaloriza impacto da greve do seu pessoal de cabine, falando em “perturbações menores”

“Menos de 2% dos 9.000 voos da Ryanair previstos para este fim de semana (24/25 e 26 de junho) foram afetados por greves menores e com pouco apoio das tripulações de cabine”

França pondera reabrir uma central de carvão devido à guerra na Ucrânia

A central a carvão em causa é a de Saint-Avold, na fronteira norte com a Alemanha. A ideia é a de reabrir a central provisoriamente, no próximo inverno.
Comentários