Greve dos tripulantes da TAP deixa 145 voos em terra

A TAP cancelou quase metade dos voos devido à greve dos tripulantes de cabine da transportadora, mas sem grandes aglomerações de passageiros nos aeroportos porque a empresa garante ter conseguido avisar a maioria dos afetados. De acordo com fonte oficial da TAP, ao longo do dia realizaram-se 175 dos 320 voos previstos, o que corresponde […]

A TAP cancelou quase metade dos voos devido à greve dos tripulantes de cabine da transportadora, mas sem grandes aglomerações de passageiros nos aeroportos porque a empresa garante ter conseguido avisar a maioria dos afetados.

De acordo com fonte oficial da TAP, ao longo do dia realizaram-se 175 dos 320 voos previstos, o que corresponde a 145 voos cancelados devido à paralisação.

“No entanto não houve grandes aglomerações de passageiros, a situação está mais ou menos calma, porque conseguimos avisar a maioria dos passageiros e encontrar uma solução para amanhã [sexta-feira]”, disse a mesma fonte à agência Lusa.

O dirigente do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) Nuno Fonseca disse à Lusa que a greve teve ao longo do dia “uma grande adesão”, totalizando, em termos globais, os 90%.

“O balanço da greve é muito positivo houve poucos tripulantes a apresentarem-se ao serviço aqui em Lisboa, de onde saíram apenas nove voos até ao final da tarde. Muitos dos voos que saíram foram feitos pela Portugália e outros eram de regresso a Portugal”, adiantou.

Nuno Fonseca lembrou que o sindicato convocou a greve para exigir o cumprimento do acordo de empresa em vigor desde 2006, nomeadamente o direito a um fim de semana de descanso de sete em sete semanas e um planeamento atempado das escalas de serviço.

Este é o primeiro dia de uma greve de quatro dias, cujo segundo acontece no sábado.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.