Greve nos consulados, embaixadas, missões diplomáticas e centros culturais de Portugal no estrangeiro

O Sindicato fala de “empobrecimento”, acusa o Governo de não ter dado até agora quaisquer garantias, o que não deixa alternativa a não ser a greve, que tem início dia já na próxima segunda-feira, 5 de dezembro.

Chuttersnap on Unsplash

O Sindicato dos Trabalhadores Consulares, das Missões Diplomáticas e dos Serviços Centrais do Ministério dos Negócios Estrangeiros (STCDE) anuncia uma paralisação a partir desta segunda-feira, 5 de dezembro, até dia 8, quinta-feira.

“Não tendo havido evolução na resposta do governo ao STCDE após o envio do aviso prévio de greve, mas unicamente indicação em como os responsáveis políticos do Ministério dos Negócios Estrangeiros, estão a trabalhar junto das Finanças para ultrapassar o impasse, só nos resta constatar hoje que a nossa situação continua a não ser uma questão prioritária que mereça o devido tratamento”, justifica o sindicato.

Segundo esta estrutura, nenhum trabalhador está bem. “São anos a fio de empobrecimento sem fim à vista, vamos mostrar a nossa determinação e a nossa aposta num futuro melhor”, afirma o Sindicato dos Trabalhadores Consulares, das Missões Diplomáticas e dos Serviços Centrais do Ministério dos Negócios Estrangeiros em comunicado enviado às redações.

Recomendadas

Violência doméstica. Queixas e homicídios aumentaram em 2022

O portal, publicado na página da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), revela também que as ocorrências por violência doméstica registadas pela Polícia de Segurança Pública e a Guarda Nacional Republicana aumentaram 14% no ano passado em comparação com 2021.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Preço do alojamento dispara 600% com visita do Papa em agosto

As zonas do Parque das Nações e de Moscavide, mais perto da zona do Rio Trancão que vai receber o Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude, já observaram um aumento de preços nas plataformas de alojamento local na primeira semana de agosto.
Comentários