Group M fatura pela primeira vez mais de 45 mil milhões de euros globalmente

É a primeira vez que a barreira dos 50 mil milhões de dólares é superada, sendo que o valor corresponde à operação mundial.

A Group M, companhia que agrega o grupo de agências de meios da WPP, que inclui a conhecia agência Hill+Knowlton Strategies, vai faturar mais de 50 mil milhões de dólares (45 mil milhões de euros) em 2019. É a primeira vez que a barreira dos 50 mil milhões de dólares é superada, sendo que o valor corresponde à operação mundial.

Assim, três agências da Group M passam a figurar “entre as cinco principais redes globais de meios tendo em conta a faturação, segundo as projeções da COMvergence”, nomedamente a Mindshare, MediaCom e Wavemaker, que passam respetivamente, para o segundo, o quarto e quinto lugares do ranking.

De acordo com as projeções da COMvergence, citadas em comunicado do Group M, a MediaCom registou o maior crescimento entre todas as agências do top10 de 2018 (6,8%). O volume de negócios global estimado respeita a 41 mercados, incluindo o mercado português.

“Também em Portugal foi um ano extraordinário para o Group M. Quer pelos clientes ganhos em 2019, quer pela transformação que estamos a realizar nas companhias do grupo, num momento em que se transformam clientes e meios, e a tecnologia avança a grande velocidade”, salienta o presidente executvo da Group M em Portugal, José Pedro Dias Pinheiro.

“É um feito incrível, que vai além do trabalho inovador e premiado que oferecemos aos nossos clientes”, afirma a chief growth officer Group M, Elizabeth McCune, por sua vez. McCune sublinha ainda que o Group M “ganhou e defendeu com sucessodois mil milhões de dólares em negócio”.

Recomendadas

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.
Comentários