Grupo Casais emprega 14 jovens recrutados através do Programa Arte & Engenho

Foram admitidos recém-diplomados ou detentores de dois anos de experiência nas áreas de formação: Engenharias, Arquitetura, Recursos Humanos, Marketing e Direito.

O grupo de construção Casais anunciou esta segunda-feira a integração de 14 jovens selecionados através do programa Arte & Engenho. “Este programa de nove meses, tem a capacidade de enquadrar os jovens na cultura Casais e integrá-los numa equipa com ligações sustentadas e duradouras”, explica o grupo em comunicado.

A esta edição apresentaram-se 249 candidatos, tendo cinco das novas contratações sido destinadas a funções de produção e as restantes ao circuito normal do Programa Arte & Engenho, onde os candidatos têm a possibilidade de passar por vários departamentos do grupo.

Foram admitidos recém-diplomados ou detentores de dois anos de experiência nas áreas de formação: Engenharias, Arquitetura, Recursos Humanos, Marketing e Direito, especifica o grupo.

“A exigência e o rigor da nossa empresa mantêm-se em todas as fases e estendeu-se à análise de cada candidatura. Acreditamos no potencial dos novos membros da nossa equipa e por isso desejo que este seja o início de um percurso de muito sucesso no grupo Casais”, afirma António Carlos Rodrigues, CEO do grupo Casais em comunicado enviado às redações.

O grupo Casais, criado em 1958, opera atualmente em 17 países: Portugal, Angola, Alemanha, Argélia, Bélgica, Brasil, Espanha, EUA (Texas), EAU (Dubai e Abu Dhabi), França, Gana, Gibraltar, Holanda, Marrocos, Moçambique, Reino Unido e Qatar. Em 2022 fechou o ano com um volume de negócios agregado de cerca de 682 milhões de euros, sendo os mercados internacionais responsáveis por 440 milhões.

 

Recomendadas

80% dos que se despediram em 2022 arrependem-se da decisão, aponta estudo

O fenómeno que ficou conhecido como ‘a grande demissão’ resultou num grande arrependimento. 80% dos trabalhadores que largaram os seus empregos no ano passado gostaria de voltar atrás na decisão, revela um estudo da Paychex.

Investigador do Técnico recebe bolsa europeia para estudar redes neuronais artificiais

André Martins quer apresentar soluções para alguns problemas fundamentais do processamento de linguagem natural (NLP). O seu campo de estudo são redes neuronais artificiais aplicadas ao processamento de linguagem natural

Centro de Data Science da Nova SBE lança página com ofertas de emprego e voluntariado de impacto social

A página apresenta informação sobre os perfis pretendidos pelas organizações sociais, podendo os candidatos submeter a candidatura através de e-mail, Linkedin, ou outra via aí divulgada.
Comentários