Grupo corretor de seguros Verspiren cresceu 4,9% em 2021

O volume de negócio das filiais estrangeiras, onde se inclui a operação portuguesa, cresceu 3%, para 28,4 milhões de euros, impulsionado, principalmente, pelo grupo espanhol Alkora, em resultado do crescimento externo e do desenvolvimento do negócio da construção.

O volume de negócios do grupo Verspiren cresceu 4,9% no ano passado, face ao ano anterior, para 425 milhões e euros, anunciou corretor de seguros familiar francês, que tem operação em Portugal.

“Ultrapassámos os nossos objetivos com quase 5% de crescimento, enquanto tínhamos previsto 3%”, diz Pierre-Anthony Verspieren, Presidente e CEO, em comunicado. “Em 2022, estamos a prestar especial atenção ao aconselhamento e prevenção aos nossos clientes. Estamos a tentar antecipar, tanto quanto possível, as próximas renovações, especialmente as renovações intercalares a 1 de julho, e permanecemos cautelosos face às incertezas económicas”, acrescenta.

O volume de negócio das filiais estrangeiras, onde se inclui a operação portuguesa, cresceu 3%, para 28,4 milhões de euros, impulsionado, principalmente, pelo grupo espanhol Alkora, em resultado do crescimento externo e do desenvolvimento do negócio da construção.

O volume de negócios das filiais estrangeiras representou 8% do volume de negócios total em 2021.

O grupo refere que, em 2021, as empresas tiveram que rever os seus compromissos e garantias e que o impacto deste processo foi “claramente mais pronunciado para alguns sectores de atividade”, devido à pandemia de Covid-19.

Acrescenta que no início deste ano houve menos perturbações, mas ressalva que “os orçamentos ou prémios estão a aumentar, as franquias estão a aumentar e as capacidades estão a ser reduzidas. Além disso, em certas linhas, o próprio princípio da segurabilidade está a ser questionado. Dois pontos são hoje muito sensíveis: o seguro cibernético, especialmente para segurados de primeira viagem, e a cobertura de bens e responsabilidades expostos na Rússia”, devido à guerra provocada pela invasão russa da Ucrânia.

O grupo Verspieren iniciou a sua atividade em 1880, em Roubaix, começando por segurar os principais fabricantes têxteis. Atualmente, é um corretor de seguros internacional.

Relacionadas

Fidelidade prevê facturar 135 milhões em França em 2025

Com 35% do volume total dos prémios proveniente das operações internacionais, “pela primeira vez na sua história a Fidelidade ultrapassou, em 2021, a barreira dos mil milhões de euros de prémios gerados fora de Portugal e na maioria dos principais países onde está presente ocupa o Top 3 do ranking das maiores seguradoras”.

Panorama dos produtos de seguro focados na sustentabilidade

Apesar dos grandes desafios e incertezas do contexto atual, como a inflação crescente, o aumento das taxas de juro, (ainda) a evolução pandémica e os numerosos impactos, diretos e indiretos, da guerra na Ucrânia, o tema da sustentabilidade ocupa uma importante posição nas preocupações das seguradoras.

Futuro do atendimento ao cliente passa pela IA, mas o presencial continua à distância de um balcão

As considerações de vários especialistas e líderes tecnológicos sobre o papel da Inteligência Artificial no contexto da experiência do consumidor não deixam dúvidas: há potencial, mas também desafios.
Recomendadas

Julius Baer torna unidade de mercados independente

A Julius Baer Group, que em Espanha tem portugueses na equipa de gestão, está a criar uma divisão de mercados autónoma e para dirigir essa unidade escolheu Luigi Vignola.

CEO deixa empresa de 65 mil milhões para ir para a “praia e não fazer nada”

Formica, que está no Reino Unido há quase três décadas, disse em entrevista que a sua saída se deve a “motivos pessoais”, incluindo o desejo de estar mais perto dos pais já idosos. Planeia voltar para a Austrália, o seu país natal.

ANJE com concessionária Norscut e Egis escolhem quatro propostas para melhorar autoestrada A24

O valor do prémio em concurso era de 30 mil euros, sendo atribuídos dois prémios por categoria – o valor do 1.º prémio era de 10 mil euros e do 2.º prémio de 5 mil euros.
Comentários