Grupo de luxo LVMH atinge 400 mil milhões de valor de mercado (com áudio)

Ao atingir este valor de mercado, o grupo LVMH tornando-se a empresa europeia mais valiosa ao momento.

O luxo não está morto e ainda há dinheiro que o sustente. O grupo de luxo Louis Vuitton Moët Hennessy (LVMH), detido pelo atual homem mais rico do mundo, Bernard Arnault, atingiu uma capitalização de mercado de 400 mil milhões de euros, revela a “Reuters”.

Esta é a primeira vez que a empresa atinge um valor de mercado tão elevado, tornando-se a empresa europeia mais valiosa ao momento.

A marca de luxo conseguiu esta valorização no mercado devido à abertura de mais economias mundiais ao longo de 2022 e também da abertura da economia chinesa no início do ano. O fecho prolongado da China afetou as contas da empresa, uma vez que é dos seus maiores mercados mas estima-se que a reabertura seja positiva para a empresa de Arnault.

Na abertura da sessão, as ações da empresa atingiram um valor de 795,7 euros, numa subida ligeira de 0,4%, sendo esta a razão para a melhor valorização de mercado da marca. No entanto, e apesar de negociar no ‘verde’, as ações não passam agora dos 0,2%.

Com o aumento do valor das ações, também a fortuna do homem mais rico do mundo deve continuar a sua subida ascendente, adicionando vários milhões às suas contas.

De relembrar que Bernard Arnault decidiu promover a sua filha dentro do grupo, entregando-lhe a liderança da marca Dior, e dando a Louis Vuitton a Pietro Beccari, que liderou a Fendi e Dior.

Recomendadas

Pilotos atacam Galamba e dizem que ministro “não está preparado para ter em mãos dossiê TAP”

O porta-voz dos pilotos lembrou que a pasta da TAP é “muito importante para ser tratado de forma leviana como foi por uma figura do Estado”.

Tesla dispara na bolsa depois de resultados recorde de 2022

Ao fecho das negociações em Wall Street, cada ação da Tesla estava avaliada em 177,90 dólares, mais 17,63 dólares do que no dia anterior. Isso fez com que a empresa encerrasse a semana numa valorização de 33% face à semana anterior
Supremo Tribunal de Justiça

Supremo Tribunal de Justiça alerta para campanha de ‘phishing’ que usa logótipo do STJ

De acordo com as boas práticas e de forma a não ser vítima de ‘phishing’, o STJ recomenda, assim, que os utilizadores de plataformas digitais nunca acedam a links ou anexos de emails que se vislumbrem desconhecidos ou suspeitos.
Comentários