Grupo de trabalho reúne-se a 23 de setembro para discutir criação de fundo de recuperação para lesados do Banif

O grupo de trabalho inclui representantes dos lesados do BANIF, o Ministério das Finanças, a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários e o Banco de Portugal.

O deputado do PS, eleito pelo círculo eleitoral da Madeira, à Assembleia da República, Miguel Iglésias, elogiou o executivo da República por ter decidido retomar o grupo de trabalho que terá como intuito a criação do fundo de recuperação de créditos para dar resposta aos lesados do BANIF.

Este grupo de trabalho, deverá reunir representantes dos lesados do BANIF, o Ministério das Finanças, a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários e o Banco de Portugal, e tem reunião marcada para 23 de setembro.

O deputado socialista referiu que o compromisso que foi “assumido e cumprido” pelo Governo da República, é “demonstrativo da preocupação e da seriedade com que o Executivo encara este dossier de extrema importância para os mais de dois milhares de pessoas que foram lesadas”.

Miguel Iglésias acrescentou que este processo sofreu algum abrandamento devido à realização das eleições antecipadas, “irresponsavelmente provocadas pela oposição”, que chumbou o Orçamento do Estado. “No entanto, agora que está ultrapassada esta fase, é de louvar o empenho do Governo da República em retomar os trabalhos, de modo a dar resposta às pessoas que foram prejudicadas”.

O socialista sublinhou que em dezembro de 2021 foi realizada uma reunião entre a Associação de Lesados do BANIF e elementos nomeados pelo Governo da República para a criação do referido grupo de trabalho, algo que, contudo, estava dependente da formação do novo Executivo.

Miguel Iglésias reforçou a importância de “serem encontradas soluções” para dar resposta às cerca de 2.300 pessoas lesadas, sendo “a maior parte delas residentes nas regiões autónomas”.

Recomendadas

Câmara do Funchal distingue empresários da restauração e duas associações de táxis em comemoração do Dia Mundial do Turismo

Pedro Calado enalteceu “a qualidade e a excelência” dos serviços prestados pelo sector de táxis, sublinhando que estes profissionais são muitas vezes “os grandes embaixadores da Madeira” e os primeiros a terem o contacto direto com os turistas quando chegam à cidade .

Comercialização de banana na Madeira aumentou 17,3% face ao ano passado

Do número total de bananas comercializadas de janeiro a agosto deste ano, 84,7% foi expedida, tendo como principal destino o Continente. Este valor era de 84,0% em 2021.

Valor mediano de avaliação bancária de habitação na Madeira atingiu máximos em agosto

Em agosto deste ano, o valor mediano de avaliação bancária de habitação RAM ficou em 1.385 euros/m2, um aumento de 1% em relação ao mês anterior e de 11,3% face ao mesmo mês do ano anterior.
Comentários