Grupo EDP pressiona bolsa de Lisboa a abrir no ‘vermelho’. Europa com sentimento positivo

A família EDP abriu a sessão desta quinta-feira com perdas no terreno. A EDP Renováveis recua 1,82% enquanto a EDP perde 1,02%. A Europa encontra-se a negociar no ‘verde’ com o sentimento positivo a chegar com a queda do petróleo em mais de 3%.

Reuters

A bolsa portuguesa (PSI) está esta quinta-feira, 31 de março, a negociar em terreno negativo. A praça lisboeta abriu a sessão a descer 0,16% para 5,998.10 pontos.

O PSI abriu pressionado com a queda da EDP Renováveis em 1,82% para 22,62 euros. Segue-lhe a EDP a recuar 1,02% para 4,37 euros, a Galp a perder 0,65% para 11,43 euros e a Semapa cai 0,17% para 12,04 euros.

A Greenvolt avança 1,92% para 7,43 euros, a Mota-Engil ganha 1,04% para 1,36 euros, a Navigator sobe 0,53% para 3,41 euros, a Jerónimo Martins cresce 0,32% para 21,79 euros e o BCP soma 0,23% para 0,17 euros. Os CTT valorizam 0,22% para 4,55 euros e a Sonae sobe 0,10% para 1,02 euros.

Na abertura da sessão, a Europa está a negociar em terreno positivo. O alemão DAX cresce 0,70%, o francês CAC aprecia 0,37%, o espanhol IBEX sobe 0,32%, o britânico avança 0,18% e o italiano ganha 0,04%. O Euro Stoxx segue desvalorizar 0,42% para 3.975,65 pontos.

No mercado petrolífero, o Brent desce 3,84% para 107,16 dólares e o WTI deprecia 4,80% para 102,64 dólares. O gás natural está no ‘vermelho’ a desvalorizar 0,75% para 5,533 dólares.

No mercado cambial, o euro ganha 0,05% para 1,1162 dólares e a libra esterlina avança 0,08% para 1,3141 dólares.

Recomendadas

PSI fecha em alta ligeira com Greenvolt a liderar subidas

A bolsa de Lisboa fechou esta segunda-feira com o índice PSI a registar uma ligeira subida de 0,04% para 6.054,21 pontos, com a Greenvolt a liderar os ganhos ao avançar 3,30%.

PSI sobe 8,5% desde o início do ano

Apesar da subida anual, em junho registou uma queda de 3,4%, com apenas cinco das 15 sociedades cotadas que integram o PSI a registarem uma evolução positiva, sendo que a banda de variação mensal oscila entre a subida de 8,8% da Jerónimo Martins e a queda de 16,7% dos CTT. A Maxyield destaca a forte capacidade de resiliência do PSI face às quebras mensal e anual dos mercados internacionais.

Vauld congela transações cripto devido à volatilidade no mercado

A Vauld junta-se a outras empresas de empréstimos de criptomoedas que decidiram suspender transações devido à forte volatilidade que se vive no mercado.
Comentários