Grupo Montepio com prejuízos de 145 milhões em 2014

Imparidades e provisões ascenderam o ano passado a um valor consolidado de 686 milhões de euros


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O Grupo Montepio teve prejuízos de 145 milhões de euros em 2014, segundo as contas consolidadas do ano passado publicadas no seu portal na Internet, abaixo dos 336 milhões de euros registados no ano anterior.

Segundo o Montepio, este resultado negativo “espelha os efeitos do difícil contexto sobre o nível e as condições da atividade, que traduziram um acentuado e extraordinário esforço prudencial, manifesto no reforço de imparidades e provisões, com impacto no desempenho global”.

As imparidades e provisões ascenderam o ano passado a um valor consolidado de 686 milhões de euros, mais 67,7% ou 277 milhões do que o valor registado em 2013.

O tema do resultado consolidado do Grupo Montepio em 2014 marcou as recentes eleições para a Associação Mutualista Montepio Geral (a “cabeça” do Grupo Montepio), em que Tomás Correia foi reeleito presidente com quase 60% dos votos, com os opositores a acusarem a sua gestão de esconder as contas.

O resultado consolidado do grupo Montepio, agora divulgado, agrega os resultados de todas as participadas, de que se destaca o banco Caixa Económica Montepio Geral, que em 2014 teve prejuízos de cerca de 187 milhões de euros.

OJE

Recomendadas

Bruxelas com resposta adequada às “distorções” da lei da inflação nos EUA

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, prometeu este domingo uma resposta “adequada e bem calibrada” para mitigar as “distorções” da lei norte-americana para a redução da inflação.

Conferência “Poupar e Investir para um Futuro Melhor” a decorrer em Lisboa, com o apoio do Jornal Económico

A conferência é organizada pela Optimize Investment Partners, sociedade gestora portuguesa que disponibiliza uma gama de soluções de investimento para diversos perfis de risco e objetivos. Moderada por Nuno Vinha, subdiretor do Jornal Económico, consiste numa palestra de 30 minutos de cada um dos quatro oradores, um coffee break e uma mesa redonda com espaço para perguntas e respostas e interação com a plateia.

SIBS: mais de um quinto do valor gasto na Black Friday foi em compras online

O comércio online continua a ganhar peso nas compras em Portugal. Dados da SIBS revelam que 22% do valor gasto na última Black Friday foi em compras online, um peso que bate por muito os 18% do ano passado.