Grupo Pestana com Natal digital

A cadeia de hotéis mostra um Natal inovador, recorrendo à inteligência artificial.

O Pestana Hotel Group inova com a produção do seu vídeo de Natal, protagonizado pelas equipas dos hotéis e por um Pai Natal, dotado de inteligência artificial e reconhecimento facial.

O filme relata a entrada do personagem principal, revelado apenas no fim, num universo clássico de hotel de luxo. Mas, à medida que avança e se cruza com os outros protagonistas, o ambiente torna-se altamente tecnológico e passa a ser possível aceder à informação sobre cada um dos intervenientes, em ecrã digital.

Os visualizadores estão a ser guiados pelo próprio Pai Natal que, julgando-se incógnito, está em modo de trabalho e prepara os últimos detalhes. A surpresa é dupla no final quando se revela o protagonista que, por sua vez, é também surpreendido pela equipa Pestana que o reconhece desde o primeiro momento e o acolhe com um presente antecipado especial.

Nuno Ferreira Pires, membro da Comissão Executiva do Pestana Hotel Group, sublinha: “este ano quisemos voltar a inovar e desejar as Boas Festas a todos os nossos stakeholders da forma como vemos atualmente o mundo: altamente digitalizado, mas onde a componente humana e a beleza dos espaços são ainda mais cruciais. No Pestana everyone has the time of their lives, é a assinatura global que a marca criou para os 15 países onde está presente.”

O Pestana Palace Lisboa Hotel & National Monument e a Pousada de Lisboa em pleno Terreiro do Paço foram os cenários eleitos para as filmagens, liderada pelo realizador Miguel Guerreiro.

Recomendadas

Startup de Braga cria dispositivo que permite testar sangue em três minutos

A solução desenvolvida pela CRIAM é portátil e “80% mais barata que os equipamentos convencionais”. A startup diz que reduz o erro humano e a dependência de reservas de sangue e que é aplicável em situações de emergência.

Pampilhosa da Serra vai construir edifício destinado a ‘startups’ na área espacial

A Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, vai construir um edifício, orçado em dois milhões de euros, para fixar ‘startups’ na área das ciências espaciais.

Fundo dos CTT participa em investimento de 5,2 milhões da startup luso-americana Habit

O fundo de 5 milhões de euros TechTree, lançado pelo operador postal, investiu na ronda da Habit, depois de ter apostado nas empresas Kit-AR e na Sensefinity, ligadas à Realidade Aumentada e sensorização logística.
Comentários