Grupo Visabeira adquire empresa alemã e belga para reforçar posição da Constructel na Europa

A holding detentora da empresa de telecomunicações e energia presente em sete países pretende reforçar a sua posição nestes mercados com a aquisição de empresas vistas como estratégicas, pelo conhecimento técnico que conferem e pelas ligações às operadoras já estabelecidas nestes mercados.

O Grupo Visabeira comunicou esta quinta-feira a aquisição da empresa alemã Franz-Josef Braun GmbH e da belga Oude Markt Voerlieden Natie MV (O.M.V. Natie), ambas vistas como estratégicas na afirmação da sua subsidiária Constructel no mercado europeu das telecomunicações e energia.

As empresas envolvidas na operação afirmam-se confiantes na criação de sinergias que contribuirão para a afirmação ainda mais forte da Constructel no mercado europeu, como se lê no comunicado que anuncia a aquisição.

A Franz-Josef Braun GmbH é uma empresa alemã focada na “prestação de serviços ligados à construção e expansão de redes detelecomunicações para operadores nacionais, à instalação de redes de fibra ótica para o segmento doméstico e empresarial e à construção de redes de eletricidade”, como explica a nota enviada às redações.

A O.M.V. Natie, por sua vez, é uma companhia belga que “se concentra na prestação de serviços de telecomunicações, nomeadamente atividades de Customer Connections, (Residencial e Empresarial High-Speed Internet)”, tendo-se afirmado como “um parceiro de referência dos principais operadores de telecomunicações do país”.

Em ambos os casos, a Constructel almeja reforçar a sua posição nos mercados em que se inserem estas empresas, que têm estreitas ligações com a Deutsche Telekom e com a Proximus, respetivamente.

Recomendadas

Implementação do Metro do Porto foi “processo de catequização”

O administrador dos Transportes Intermodais do Porto (TIP), Manuel Paulo Teixeira, disse à Lusa que a equipa que lançou o Metro do Porto, da qual fez parte, fez “um processo de catequização” para convencer pessoas, autarcas a instituições.

Amazon planeia gastar 95 milhões de euros por ano em publicidade no Twitter

Este valor faz parte da estratégia da retalhista online no regresso à publicidade na rede social agora liderada por Elon Musk, mas está ainda dependente de alguns “ajustes de segurança” na plataforma de anúncios do Twitter.

Comércio online representou 22% de todo o comércio na Black Friday

As compras por MB Way dispararam face a 2019, com uma subida de 1.730%, de acordo com os dados divulgados pelo Forward Payment Solutions (SIBS).
Comentários