Guardas Prisionais fazem greve na Madeira entre 24 e 27 de dezembro

Em causa está a falta de cumprimento do estatuto profissional desta classe em assuntos como as tabelas remuneratórias, a avaliação de desempenho e o não pagamento do subsídio de turno e trabalho noturno.

Os guardas prisionais vão estar em greve na Madeira entre 24 e 27 de dezembro. Em causa está a falta de cumprimento do estatuto profissional desta classe em assuntos como as tabelas remuneratórias , a avalição do desempenho e o não pagamento do subsídio de turno e trabalho noturno.

O presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, Jorge Alves, admite que esta paralisão deverá prejudicar a segurança dos reclusos. “No que diz respeito às visitas, estas não deverão ser afetadas, uma vez que os reclusos têm uma hora de visita num dia de semana e outra ao fim de semana. A nossa greve só começa dia 24, domingo. Os reclusos podem ter a sua hora de visita no sábado. O dia de Natal não se coloca porque não são permitidas visitas aos dias feriados, só muito pontualmente”, esclareceu.

Jorge Alves explicou que relativamente aos serviços mínimos será assegurada “a alimentação, “a medicação”, “a ida a hospitais e tribunais”.

O regulamento do horário de trabalho é outro dos motivos para este protesto. Jorge Alves diz que foi aprovado “unilateralmente” e põe em causa “a segurança dos estabelecimentos prisionais”.

“A Direção dos Serviço Prisionais decidiu aplicar o novo horário sem estar preocupada com o impacto profissional e familiar e também dos serviços em si. O desenvolvimento de tarefas com horários e vários períodos de trabalho implica várias rendições. Por outro lado, decidiram não aplicar em todos os estabelecimentos, sendo a partir de janeiro aplicado apenas em seis estabelecimentos”, realçou.

Recomendadas

Madeira: Novo complexo de habitação social de São Gonçalo custa 7,2 milhões

As verbas para a construção dos edifícios são provenientes do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Vacinação contra a Gripe e Covid-19 estará em curso dias 7 e 8 de outubro no Porto Santo

A campanha de vacinação vai ter lugar no Centro de Congressos do Porto Santo, em regime de porta aberta, entre as 9h30 e as 17h00 (na sexta-feira) e das 09h00 às 16h00 (no sábado). Tanto residentes como cidadãos que se encontrem de férias na ilha do Porto Santo são elegíveis a serem vacinados.

PAN propõe novo modelo de desenvolvimento para a Madeira e acusa PSD de desconsiderar oposições

O PAN propõe um modelo de desenvolvimento “assente em salários dignos, em educação de qualidade na transição energética assente não na economia mas sim no respeito pelas pessoas e pela natureza”.
Comentários