‘Guerra’ entre hospitais privados e ADSE deverá manter-se

“O governo é a nossa tutela, não é parte desinteressada, não é árbitro, não é moderador. É parte interessada”, explicou João Proença ao DN.

O conselho geral e de supervisão (CGS) do Instituto de Proteção e Assistência na Doença (ADSE) e a ministra da Saúde reúnem-se esta terça-feira, mas ainda não deverá ser agora que a “guerra” entre os prestadores de saúde privados e o subsistema de saúde dos funcionários públicos ficará resolvida, escreve o “Diário de Notícias/Dinheiro Vivo” (DN/DV).

O presidente do CGS disse ao jornal que o objetivo do encontro é avançar para as negociações reafirmando a necessidade de “um urgente diálogo”, dando conta das preocupações a Marta Temido ao do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos.

“O governo é a nossa tutela, não é parte desinteressada, não é árbitro, não é moderador. É parte interessada”, explicou João Proença, acrescentando que espera que o Executivo “defenda os interesses da ADSE”. “As posições do CGS não são necessariamente as da ADSE”, referiu também o ex-líder da UGT ao DN/DV.

De acordo com os cálculos da mesma publicação, os dois dos grupos privados de saúde que mais perdem com o fim das convenções são a Luz Saúde – uma vez que a ADSE foi responsável por cerca de 23% das vendas e serviços prestados (115 milhões de euros) – e a José de Mello Saúde, com 18%.

Relacionadas

Grupo Hospitalar do Algarve deve denunciar ligação à ADSE

Grupo Hospital Particular do Algarve (HPA Saúde) emitiu um comunicado no qual expressa “a intenção de efetivar a denúncia do acordo de convenção” com a ADSE, juntando-se assim ao grupo Lusíadas, Luz Saúde e José de Mello Saúde (Cuf).

ADSE é para continuar mas Costa alerta: “Não podemos aceitar posições abusivas”

“Não vale a pena neste momento criar um clima que só desfavoreceria os interesses da ADSE na negociação, e favorecia aqueles que, do lado privado, estão na mesa das negociações”, acrescentou o primeiro-ministro.

Respostas Rápidas. Quem tem ADSE pode recorrer aos hospitais da José de Mello Saúde ou Luz Saúde?

A José de Mello Saúde formalizou na segunda-feira a suspensão da convenção com a ADSE. O grupo Luz Saúde seguiu-lhe os passos. O que pode acontecer?
Recomendadas

Banco de Portugal divulga lista de 11 entidades sem autorização para conceder crédito

O Banco de Portugal divulgou esta sexta-feira uma lista de 11 entidades que não estão habilitadas a conceder, intermediar ou exercer consultadoria de crédito. Saiba quais são.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumCasavo investe 100 milhões para comprar e renovar casas a curto prazo

Startup imobiliária italiana entrou em Portugal este ano e quer consolidar a sua operação em Lisboa, nomeadamente em zonas como Benfica, Alcântara e Ajuda. Lá fora, é França que está no horizonte.
Comentários