Há 37 empresas a operar em Portugal entre as distinguidas em 2023 pelo Top Employers. Veja aqui quais são

A nível mundial sobem ao pódio das melhores práticas de Recursos Humanos 2.053 empresas, das quais 37 no nosso país. O Jornal Económico associa-se à iniciativa publicando no dia 17 de fevereiro um Especial sobre as empresas portuguesas distinguidas este ano como Top Employers.

Um total de 37 empregadores em Portugal figuram na lista Top Employer 2023. Este ano, o programa certifica e dá visibilidade a 2053 empresas Top Employers em 121 países e cinco continentes, e impacta a vida de mais de 9,5 milhões de colaboradores em todo o mundo.

O Top Employers Institute, principal certificadora global especializada em reconhecer a excelência de políticas e práticas de gestão de pessoas, atribui anualmente esta certificação às empresas com melhores práticas de recursos humanos, baseando-se numa metodologia global que envolve diversos segmentos e tópicos-chave, como estratégia de pessoas, ambiente de trabalho, aquisição de talento, aprendizagem, bem-estar, diversidade e inclusão, entre outros.

O Jornal Económico associa-se à iniciativa publicando no dia 17 de fevereiro um Especial sobre as empresas portuguesas distinguidas este ano como Top Employers.

                                                                                                                   Certificadas em 2023

 

PepsiCo Portugal
JTI PORTUGAL, Unipessoal Lda
Saint Gobain Portugal S.A.
EDP ​​Renováveis
BNP Paribas Personal Finance, SA, sucursal em Portugal
Cadeia de Suprimentos da DHL
Angelini Pharma
Whitestar Asset Solutions SA
Takeda Farmacêuticos Portugal
AstraZeneca – Produtos Farmacêuticos, Lda
Randstad Portugal
Servier Portugal
DHL Parcel Portugal, Unipessoal Lda
Bankinter Portugal
EDP ​​- Energias de Portugal, SA
Olympus Medical Products Portugal, Unipessoal Lda
Huawei Tech Portugal- Tecnologias de Informação, Lda
DHL Global Forwarding Portugal
Minisom, uma marca Amplifon
Lidl & Cia
Amgen Biofarmacêutica
Teleperformance Portugal
NTT DADOS Portugal
Alcon Portugal
HCL Technologies Limited – Sucursal em Portugal
Airbus GBS
Bayer Portugal, Lda
DHL Express Portugal
Déco Proteste
Banco Santander
Hovione
Grupo Esprinet Portugal
MI-GSO | PCUBADO
Natixis em Portugal
BNP PARIBAS SA – Sucursal em Portugal
dstgroup
Inetum Portugal

 

           O que dizem (alguns) os líderes

A Randstad Portugal é distinguida, pelo terceiro ano consecutivo. “Acreditamos, que a exclusividade revela o rigor da avaliação feita demonstrando que para receber este reconhecimento têm que ser demonstradas evidências claras da implementação das práticas que defendemos. Não basta dizer que se faz, há que demonstrar como se faz e qual o impacto”, afirma Mariana Canto e Castro, diretora de Recursos Humanos da Randstad Portugal.

Lilia Colombo, Vice-Presidente de Recursos Humanos da CHEP Europa afirma: “Uma força de trabalho bem gerida, segura, diversificada e empenhada está diretamente relacionada com a satisfação do cliente, atração e retenção de talentos e melhores resultados. Acreditamos que um ambiente verdadeiramente inclusivo fomenta a inovação, o crescimento e a agilidade.”

Vincent Rouaix, Presidente e CEO do Grupo Inetum: “Estou muito orgulhoso pela nossa certificação como Top Employer. Um orgulho que reflete as nossas ambições e o caminho percorrido, materializado por esta certificação que premeia a excelência das nossas práticas de RH na nossa estratégia de negócios, na experiência dos colaboradores e no compromisso para com os nossos talentos e stakeholders. É também uma certificação que reconhece a qualidade e o apoio dos RH ao longo da carreira dos nossos profissionais para lhes permitir vivenciar o seu próprio digital flow, a nossa capacidade de aculturação e comunicação com os nossos colaboradores sobre a estratégia e ambições, com transparência e um envolvimento responsável, bem como ao nível dos valores partilhados, ética e compromisso socioambiental”.

Margarida Calado, Head of People, NTT DATA Portugal: “Na NTT DATA acreditamos nas pessoas e no seu potencial. Trabalhamos para construir um ambiente de trabalho híbrido e flexível que encoraja a colaboração e no qual as pessoas podem definir a sua própria evolução profissional, participando em projetos inovadores e diversos e, acima de tudo, rodeados de excelentes profissionais altamente orientados a pessoas”.

Maria Román, administradora de RH do Lidl Portugal: “Receber novamente esta certificação é muito importante para nós. Mais do que um certificado é a validação e reconhecimento das nossas boas práticas de Recursos Humanos, é ser premiado como uma empresa de excelência, tendo como principal objetivo a motivação dos nossos colaboradores, a crescerem e desenvolverem-se connosco. O que fazemos, fazemo-lo a pensar nas nossas pessoas e isso espelha-se na preocupação com o seu bem-estar.”

Maria João Lourenço, diretora de recursos humanos da Bayer, congratula-se com a distinção e afirma que “a Bayer procura ser um empregador de excelência, atraindo talento diversificado e assegurando que a companhia consegue proporcionar a todos os colaboradores as mesmas oportunidades de crescimento, num ambiente que fomenta a co-criação e a inclusão, para que o potencial de cada um seja atingido em pleno. A cultura Be You. Be Bayer. reflete na perfeição este nosso compromisso, acrescenta.

“Temos trabalhado muito o bem-estar dos nossos colaboradores nos últimos quatro anos, bem como o repensar de práticas e modelos de gestão de Pessoas, para maior alinhamento com a estratégia da empresa e as melhores práticas de mercado, pelo que para a certificação deste ano quisemos escolher uma mensagem que se adequasse na perfeição. E que melhor exemplo do que a figura geométrica do quadrado: quatro lados iguais, quatro anos, quatro valores pelos quais nos regemos, estando no seu interior (do quadrado) os nossos Colaboradores que são fundamentais para o sucesso da Whitestar. E é por isso que chamamos a esta campanha o Quadrado Perfeito, explica Inês Pimentel, Diretora de Recursos Humanos da Whitestar.

Conceição Martins, diretora de Recursos Humanos e Comunicação da Angelini Pharma Portugal, afirma: “Esta distinção evidencia, uma vez mais, que o nosso grande foco está no caminho certo. Este ano que passou, as nossas pessoas continuaram a motivar uma aposta em novos programas e iniciativas internas, como o ‘VIVA Angeliners’, um programa com o objetivo de acabar com o estigma associado à saúde mental no trabalho. É uma certificação que nos deixa muito satisfeitos e que partilhamos com todos aqueles que merecidamente trabalham connosco”.

Para Lucas Chazarreta, Country Manager da JTI Portugal, “é uma honra obter uma vez mais a tripla certificação do Top Employers Institute, Portugal, Europa e Global. Este reconhecimento é muito mais do que uma certificação, somos TOP EMPLOYER graças ao contributo dos nossos colaboradores. É, portanto, um reconhecimento da nossa cultura e das pessoas que a vivem no dia a dia. Elas são quem estabelece os objetivos e se compromete a atingi-los. Para a JTI o nosso maior ativo são os colaboradores e por isso estão sempre no centro de tudo o que fazemos. Todos os anos nos propomos a oferecer-lhes um ambiente de trabalho o melhor possível, garantindo condições laborais competitivas, oferecendo não só um pacote remuneratório atrativo como outros benefícios sociais, flexibilidade, conciliação e desenvolvimento, assim como espaços de trabalho modernos e colaborativos”.

“O reconhecimento por parte do Top Employers Institute é importantíssimo pois demonstra que no dstgroup decidimos pelos trabalhadores e pelo valor do trabalho. Estamos focados no seu bem-estar e na construção dos seus sonhos. Desde o primeiro momento em que são acolhidos no grupo é feito um convite para entrarem no elevador social. Apoiamos os nossos trabalhadores no desenvolvimento de competências, estimulamos o pensamento criativo através da literatura, do teatro, das artes, da poesia e da filosofia. Promovemos investimento em hard e soft skills, apoiamos o desenvolvimento de carreira, desenvolvemos iniciativas tendo em vista o equilíbrio da vida pessoal e profissional dos trabalhadores com um enfoque nas trabalhadoras mães”, destaca José Machado, diretor de Recursos Humano do dstgroup.

Para Sara da Fonseca, responsável de Gestão de Pessoas do Santander Portugal, “no Santander, os colaboradores são o nosso ativo mais importante e o seu bem-estar é uma prioridade. O reconhecimento como Top Employer vem consolidar a estratégia do Banco como Employer Brand em Portugal, permitindo-lhe estar alinhado com as restantes equipas de Gestão de Pessoas no Grupo.”

Já Maria João Maia, Legal & HR Interim Director, da AstraZeneca Portugal, considera que “esta certificação, que muito nos orgulha, é um reconhecimento dos esforços que a companhia desenvolve diariamente para que os seus colaboradores se sintam felizes e valorizados. A AstraZeneca Portugal tem uma cultura de proximidade, que foi reforçada após um período forçado de trabalho remoto, e que muito contribui para ter equipas motivadas”.

“O BNP Paribas em Portugal foi reconhecido como um empregador de referência. A conquista deste reconhecimento é um reflexo de um compromisso contínuo com o desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos colaboradores, bem como as iniciativas que desenvolvemos para promover o talento e colocar as pessoas no centro da nossa estratégia.”, refere Sylvie Le Pottier, Head of Human Resources do BNP Paribas Portugal.

Recomendadas

Meta testa mundos virtuais fechados 

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

Docapesca e sindicatos acordam aumentos salariais entre 2% e 8,7%

A Docapesca e os sindicatos representativos dos trabalhadores acordaram hoje aumentos salariais entre 2% e 8,7%, que fixam o salário mínimo em 800 euros, com efeitos retroativos a janeiro, anunciou o Governo.

IGCP quer alargar rede de distribuidores dos certificados de aforro para contornar desinteresse da banca

O presidente do IGCP sublinhou na COF o interesse em alargar a rede de distribuidores, de forma a contornar também, o que disse ser, o desinteresse da banca.
Comentários