Há 45 anos foi vendida a primeira Coca-Cola em Portugal

Foi a 4 de julho de 1977, num café na Baixa de Lisboa. “Não só faz parte da história do país como contribui ativamente para a economia nacional. Por cada euro que é gasto em Coca-Cola, 81 cêntimos permanecem em Portugal”, diz Rui Serpa, diretor em Portugal da Coca-Cola Europacific Partners.

DR

Bebidas que hoje estão à distância de uma ida ao café ou ao supermercado, no início dos anos 70 não era bem assim. A 4 de julho de 1977, há exatamente 45 anos, era vendida a primeira Coca-Cola em Portugal, num estabelecimento comercial na Baixa de Lisboa.

“Muitos conhecem o famoso slogan criado para a Coca-Cola pela agência publicitária onde Fernando Pessoa trabalhava: «Primeiro estranha-se, depois entranha-se». O que poucos sabem é que este slogan foi criado em 1927, mas que a Coca-Cola acabaria a ser proibida pela Justiça portuguesa e pelo Estado Novo, e só viria a entrar em Portugal 50 anos depois”, lembra a empresa norte-americana.

O primeiro anúncio nacional da marca, com o slogan “Coca‑Cola, a Tal”, foi transmitido também em 1977 e logo no ano seguinte ocorreu a inauguração da fábrica em Azeitão (Setúbal), onde atualmente trabalham 350 pessoas e são produzidas cerca de 90% das bebidas que chegam aos vários pontos do país.

“A Coca-Cola não só faz parte da história do país como contribui ativamente, e cada vez mais, para a economia nacional. Por exemplo, por cada euro que é gasto em Coca-Cola, 81 cêntimos permanecem em Portugal”, conta Rui Serpa, vice-presidente e diretor em Portugal da Coca-Cola Europacific Partners, em comunicado enviado esta segunda-feira aos meios de comunicação social.

Segundo a diretora geral da Coca-Cola Portugal, a empresa “tem procurado ter uma presença responsável e consciente das necessidades e da atualidade do país”. “Estivemos desde sempre ligados a apoios e projetos de desenvolvimento social e profissional e à proteção do ambiente”, recorda Ana Cláudia Ruiz, referindo-se a iniciativas como o Campeonato do Mundo de Juniores (1991), a Expo 98, o Euro 2004, a Taça Coca-Cola, o BORA Jovens e BORA Mulheres ou o Plantar Água, em parceria com a ANP|WWF.

O sistema Coca-Cola em Portugal, cuja proprietária é a The Coca-Cola Company, é composto pela Coca-Cola Portugal e pela Coca-Cola Europacific Partners (produção, venda e distribuição). Em Portugal, a empresa distribui 15 marcas, mais de 60 produtos e cerca de 150 referências e coopera com 27 distribuidores para chegar a aproximadamente 82 mil estabelecimentos.

No primeiro trimestre deste ano, a multinacional com sede em Atlanta (Geórgia) teve lucros de 2,8 mil milhões de dólares (cerca de 2,6 mil milhões de euros), o que representou um aumento homólogo de 24%. A faturação operacional líquida teve uma subida de 16%, em relação aos primeiros meses de 2020, para 10,5 mil milhões de dólares (10 mil milhões de euros). Os resultados financeiros do segundo trimestre de 2022 serão apresentados no próximo dia 26 de julho, antes da abertura da bolsa de Nova Iorque.

Em Wall Street, as ações da The Coca-Cola Company fecharam a sessão de sexta-feira com uma subida expressiva de 2,34% para 64,38 dólares.

Recomendadas

Misericórdia contrata grupo Gabriel Couto para empreitada de 7,5 milhões

Reabilitação e construção de um empreendimento imobiliário no centro de Lisboa vai permitir a oferta de 32 novos apartamentos de tipologias diversas.

Media Capital passa de prejuízo a lucro de 40,7 milhões no primeiro semestre

A Media Capital passou de prejuízos de 8,4 milhões de euros no primeiro semestre de 2021 a lucros de 40,7 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, anunciou esta quinta-feira a dona da TVI.

Sector das TI pode ganhar 100 mil milhões com as empresas de média dimensão europeias

Hendrik Willenbruch, sócio da Oliver Wyman, diz que as organizações “recorrem cada vez mais a fornecedores externos, especialmente as médias empresas, que consideram mais difícil atrair talento num ambiente de escassez geral de especialistas em recursos” tecnológicos.
Comentários